Por dentro dos resultados

“Vamos ter rentabilidade fortíssima e vamos sair da sombra do mercado”, diz CEO da RNI Rodobens

Carlos Bianconi disse em live do InfoMoney que a empresa nunca fez tantos lançamentos como agora e que sua ação é uma oportunidade: "ainda dá para entrar"

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO — Com foco na baixa renda, a construtora RNI Rodobens (RDNI3) registrou lucro líquido de R$ 2,2 milhões no terceiro trimestre deste ano, uma queda de 40% na comparação anual, reduzindo o prejuízo acumulado no ano para R$ 10,8 milhões. Segundo o CEO e diretor de relações com investidores da companhia, Carlos Bianconi, ela fez a lição de casa e deve continuar expandindo rentabilidade no último quarto deste ano e, principalmente, a partir de 2021.

“O volume de negócios está crescendo e a execução de obras e rentabilidade. Então, no quarto trimestre de 2020, com certeza nós vamos ter a geração consistente de resultado. Então, deveremos ter sim uma condição melhor de resultado”, disse. “Estamos abaixo do book value. Uma companhia que não vinha lançando volume de negócios que vem fazendo agora e estamos entregando, com certeza nós vamos ter rentabilidade fortíssima nos próximos períodos”, completou.

Aprenda a investir na bolsa

Ele participou nesta sexta-feira (13) de uma live no InfoMoney da série Por Dentro dos Resultados, onde executivos de importantes empresas da Bolsa apresentam os principais destaques financeiros do terceiro trimestre, comentam os números e falam sobre perspectivas.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Bianconi explicou que a empresa divide seus resultados em duas fases: uma que considera a estratégia atual da empresa, adotada em 2018, de focar em empreendimentos para a classe baixa, e outra que inclui na conta os empreendimentos da fase anterior, com obras destinadas a outros públicos.

“Estamos com o estoque da fase anterior praticamente zerados e ampliando as obras novas. Nós não vamos mudar nossa estratégia. Vamos seguir com foco no Minha Casa Minha Vida, mesmo com as mudanças propostas pelo governo no novo Casa Verde-Amarela. Trabalhamos principalmente em regiões com avanço do agronegócio, com potencial forte”, destacou.

Ele afirmou que a companhia vai “sair da sombra do mercado” e continuar crescendo. “A palavra é: nós estamos saindo da sombra do mercado. A RNI sempre foi uma empresa muito low profile, de não se mostrar muito ao mercado. Então nós estamos vindo até vocês para mostrar que realmente nós temos uma possibilidade de ganho para quem quiser entrar no papel. Ainda dá para entrar. A gente vê lá que tem muita proposta na Bolsa de compra, mais de compra do que de venda, mas ainda não reflete a realidade do papel. Então, tem espaço sim, e os números estão vindo e virão muito mais fortes”, disse.

O CEO da RNI Rodobens falou ainda sobre as perspectivas para a taxa Selic e os efeitos de uma alta dos juros no setor imobiliário, o patamar da inadimplência na pandemia, o desenvolvimento de uma plataforma de e-commerce e a intenção de crescer com baixo endividamento, utilizando o funding de clientes que compram na planta. Assista à live acima.

Treinamento gratuito do InfoMoney mostra como encontrar oportunidades de investimentos escondidas nos gráficos e fazer a primeira operação. Assista aqui!

PUBLICIDADE