Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

VALE3: O que a análise técnica aponta para as ações da Vale antes do balanço?

Conforme grafista, ações da Vale operam com tendência de baixa, seja no curto, no médio ou no longo prazos

Rodrigo Petry

Gráfico das ações da Vale (VALE3) desde o final de dezembro de 2023. Fonte Clear Trader

Publicidade

As ações da Vale (VALE3) passam por um momento difícil na Bolsa, recuando cerca de 13,9% neste ano e operando com tendência de baixa, segundo a análise técnica. Em fevereiro, os papéis da mineradora acumulam queda de quase 2%, mas no pregão desta quarta (21), por volta das 13h00, recuperavam parte destas perdas, com alta de 0,7%, a R$ 66,51.

Parte das explicações para o desempenho das ações em 2024 vem das recentes quedas do preço do minério de ferro na China, em meio às preocupações crescentes em relação à demanda. Além disso, investidores também aguardam o balanço da Vale, previsto para sair nesta quinta-feira, após o fechamento do mercado, bem como avanços em torno de uma eventual troca no comando da mineradora.

Mesmo diante deste quadro, analistas fundamentalistas seguem posicionados com recomendação de compra para as ações da Vale, com projeção de preço de R$ 82 a R$ 96, até o final do ano. Do ponto de vista, da análise técnica, a tendência de curto, médio ou longo prazos é de baixa.

Com base no fechamento desta terça-feira (20), a R$ 66,01, o analista técnico Rodrigo Paz aponta os seguintes pontos de suporte: R$ 65,00 (1), R$ 60,00 (2) e R$ 57,00 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em R$ 66,60 (1), R$ 69,24 (2) e R$ 78,20 (3).

Análise técnica: Vale (VALE3)

Com base na análise do gráfico semanal de médio da prazo da Vale, aponta Paz, é possível observar que o ativo negocia com movimento descendente. Isso alinhado à baixa registrada neste começo de 2024.

“VALE3 vem rompendo relevantes regiões de suporte, e mostra que ainda possui potencial para maiores baixas. Briga na região da média de 200 períodos e neste momento negocia abaixo.”

Conforme ele, caso mantenha-se abaixo e perca o suporte de R$ 65,00, VALE3 poderá buscar a importante faixa de suporte na região dos R$ 60,00.

“Perdendo tal faixa tende a intensificar ainda mais o movimento baixista, a fim de buscar as regiões de R$ 57,20 e alvo mais longo nos R$ 52,00”, avalia.

Para que recupere o movimento de alta, acrescenta Paz, será necessário que VALE3 retome acima das médias curtas na faixa de R$ 68,50/R$ 69,80. Então, poderia mirar resistência nos R$ 78,20.

Esse rompimento, reforça Paz, trará potencial interessante para que VALE3 retome fôlego comprador a fim de buscar o topo na faixa de R$ 90,00. 

Gráfico semanal VALE3. Fonte: Nelogica. Elaboração Técnica: Rodrigo Paz

Curto prazo

Enquanto isso, analisando o curto prazo, as ações da Vale negociam de forma mais lateralizada. Para ele, o papel buscou um certo repique e se segurou acima do forte suporte de R$ 65,00.

“O ativo segue abaixo das médias e poderá intensificar fluxo vendedor perdendo região de R$ 65,00. Em caso de rompimento, o ativo mostrará potencial para buscar a forte região dos R$ 60,00, com alvo mais longo no suporte em R$ 57,00.”

No sentido inverso, de acordo com ele, para retomar movimento comprador, será necessária uma boa entrada de fluxo comprador para reverter este movimento.

Inicialmente, diz o analista, VALE3 tem que superar as médias de curto prazo nos R$ 66,60 e R$ 67,40.

A partir daí, poderia buscar faixas de R$ 69,24/ R$ 71,70, com alvo mais longo na resistência de R$ 78,20, finaliza.

Gráfico diário VALE3. Fonte: Nelogica. Elaboração Técnica: Rodrigo Paz

Diariamente, o InfoMoney publica também uma seção com as perspectivas para os minicontratos negociados na B3.

Para mais conteúdos sobre day trade, mercados futuros e análise técnica acompanhe o IM Trader, canal do InfoMoney.

Quer saber mais sobre o universo trader? Acompanhe, então, a Sociedade do Gain, evento online e gratuito, que acontece nos dias 26, 27 e 28, trazendo grades nomes internacionais do trader, como Al Brooks, John Bollinger e Jake Bernstein.