Relatório de produção

Vale (VALE3) produz 18,1% a mais no 3º trimestre, mas sente efeitos da queda do preço do minério

Mineradora deve reduzir oferta de produtos, mas sem alterar ‘guidance’, que deve ficar abaixo do meio do intervalo, de 315-335 Mt

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A Vale (VALE3) produziu 89,4 milhões de toneladas de minério de ferro no terceiro trimestre de 2021, de acordo com o Relatório de Produção divulgado nesta terça-feira (19). O número corresponde a uma alta de 18,1% ante o segundo trimestre deste ano.

Segundo a empresa, o avanço na comparação com o trimestre imediatamente anterior se deve à melhora sazonal das condições climáticas no Sistema Norte, aumentando o desempenho de Serra Norte e S11D.

Além disso, a empresa apontou um aumento da produção de Vargem Grande por processamento a seco com o ajuste do fluxo de uma de suas plantas de processamento a úmido.

Outro fator de crescimento das vendas no trimestre foi o melhor desempenho de Itabira, devido a uma melhora do run of mine (ROM) – carvão bruto obtido diretamente da mina – disponibilizado.

Adicionalmente, a companhia apontou que houve uma maior compra de terceiros, embora proporcionalmente menor do que no trimestre anterior (5,8% da produção total no 3T21 vs 6,2% no 2T21); e Fábrica atingindo sua capacidade total de 6 Mtpa, após a retomada do processo de beneficiamento no 2T21.

Frente o 3º trimestre de 2020, a produção de minério de ferro avançou 0,8%, enquanto no acumulado dos nove primeiros meses deste ano a expansão foi de 8%.

Cenário da Vale para minério

Conforme a Vale, o terceiro trimestre foi marcado pelo aumento da produção de minério de ferro e carvão, seguindo seus respectivos planos de recuperação de produção e melhores condições climáticas.

A mineradora destacou ainda que houve no terceiro trimestre uma retomada gradual das operações de Metais Básicos do Atlântico Norte após a conclusão de um novo acordo coletivo com duração de cinco anos em Sudbury.

Preços menores

Entretanto, a empresa apontou que houve uma forte queda nos preços do minério de ferro (-US$ 37/dmt do índice 62%Fe vs. 2T21), “levando a uma revisão na produção e venda de produtos de minério de ferro de alta sílica”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a empresa, a estratégia de produção e vendas é baseada nas condições de mercado, priorizando o “value over volume” (valor sobre volume), com foco na maximização de margem.

“Como consequência, no quarto trimestre deste ano, a Vale deve reduzir sua oferta de produtos de alta sílica e baixa margem em cerca de 4 Mt, uma vez que a demanda por esse tipo de produto tem sido mais fraca”, informou.

Esse movimento, segundo a companhia, “não altera nosso guidance (projeção) de produção para o ano, de 315-335 Mt, mas deve nos colocar abaixo do meio do intervalo”.

“Se esse cenário persistir, devemos também reduzir a oferta de produtos de baixa margem em 2022 em cerca de 12-15 Mt. O nível de compra de minérios de terceiros também pode ser ajustado”. acrescentou.

Vale atualiza projeções

Segundo o relatório, a Vale informou atualizações suas projeções de produção de níquel e cobre.

Para níquel, a empresa informou que a projeção é atingir entre 45-50 kt no quarto trimestre, e no consolidado de 2021 um total de 165-170 kt.

Já para o cobre, a nova projeção é de 75-80 kt para os três últimos meses do ano e de 295-300 para o consolidado de 2021 kt.

Mais produção

A produção de pelotas da companhia no terceiro trimestre somou 8,341 milhões de toneladas, alta de 4,1% na comparação com o segundo trimestre deste ano, mas retração de 2,6% frente igual intervalo de 2020.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na linha de carvão, a produção somou 2,497 milhões de toneladas, um incremento de 19,4% na comparação trimestral e de 78,1% na anual.

Além disso, a produção de níquel somou 30,2 milhões de toneladas, queda de 27,2% frente o segundo trimestre e de 21,8% na anual.

Por sua vez, a produção de cobre somou 69,2 milhões de toneladas, retração de 5,7% no trimestre e de 21% no ano.

Ambos casos, do níquel e do cobre, as retrações foram consequência, principalmente, da paralisação dos funcionários em Sudbury, destacou a empresa.

Retomada de capacidade

A Vale informou ainda que “continua comprometida com seu plano de retomada de capacidade, o que também está associado à eliminação de restrições e otimização de custos”.

Conforme a empresa, no terceiro trimestre deste ano, as operações da barragem Maravilhas III, no complexo de Vargem Grande, foram iniciadas após a emissão de uma Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) positiva.

“Como um passo adicional no plano de retomada, a Vale iniciou o comissionamento do segmento do Transportador de Correia de Longa Distância (TCLD) próximo à barragem Vargem Grande em outubro, retomando após vários testes que atestam a ausência de incremento de risco para a estrutura”, informou.

Adicionalmente, ressaltou que, ao final do comissionamento, é esperado um aumento de 6 Mtpa de capacidade de produção no site de Vargem Grande.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vendas de minério

Já as vendas de minério de ferro da Vale no terceiro trimestre somaram 67,844 milhões de toneladas, crescimento anual de 3,2%.

Enquanto isso, as vendas de pelotas foram de 8,037 milhões de toneladas de julho a setembro, 5% abaixo do mesmo período do ano anterior.

Somados, os finos de minério e pelotas atingiram 75,9 milhões de toneladas de vendas no terceiro trimestre, resultado tratado como “em linha” pela Vale frente aos três meses imediatamente anteriores.

O prêmio do minério de ferro foi de US$ 6,6 por tonelada, o que representa US$ 1,8 abaixo do verificado no segundo trimestre deste ano.

Segundo a empresa, o motivo foram os menores prêmios pagos a minérios de baixo teor de alumina, como o BraziliaN Blend Fines (BRBF) da Vale. Outro motivo é a menor contribuição do negócio de pelotas.

Análise

O Credit Suisse destacou que a mineradora reportou números razoáveis de produção de minério de ferro combinados com embarques fracos, como já era esperado.

O banco suíço acredita que as vendas da Vale para o ano devem ficar entre 300-310Mt. Já o Bradesco BBI espera envios entre 305-310 Mt.

No lado dos metais básicos, as remessas no terceiro trimestre vieram acima das estimativas do Bradesco BBI, apesar da produção mais fraca, uma vez que a Vale consumiu alguns estoques e aumentou as remessas de terceiros. Assim, segundo o BBI, deve ser observada alguma recuperação na produção no quarto trimestre, embora as interrupções em andamento impliquem uma recuperação mais forte apenas em 2022.

Com relação a dividendos, o Credit Suisse ainda vê fortes rendimentos de fluxo de caixa livre de 14% em 2022, e os rendimentos de dividendos devem permanecer em pelo menos 10% no mesmo período. No entanto, o banco acredita que a probabilidade de dividendos extraordinários adicionais no segundo semestre de 2021 é relativamente baixa, visto que a Vale deve estar operando acima de sua meta de expansão da dívida líquida de US$ 15 bilhões.

Já para o próximo ano, a instituição financeira espera que dividendos extraordinários voltem à mesa e potencialmente um novo programa de recompra.

O Credit Suisse mantém avaliação outperform para o ADR da companhia preço-alvo de US$ 24,00, frente à cotação de terça de US$ 14,21.

(Com Estadão Conteúdo)

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe