Balanço operacional

Vale produz 67,6 milhões de toneladas de minério de ferro no 2º trimestre, alta de 5,5% na base anual

No semestre, no entanto, houve uma redução de 7,1% no volume produzido de minério de ferro pela companhia

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Vale (VALE3) divulgou o relatório de produção do segundo trimestre de 2020, com uma alta de 13,4% na base de comparação trimestral na produção de minério de ferro, para 67,6 milhões de toneladas.

Na base de comparação com o mesmo trimestre de 2019, a alta foi mais amena, de 5,5%. Com isso, a companhia totalizou produção de 127,2 milhões de toneladas de minério no primeiro semestre desde ano, 7,1% menor do que o registrado na primeira metade de 2019.

Apesar da queda no semestre, a Vale destacou que a produção de junho ficou acima de 25 milhões de toneladas, apresentando forte aceleração em relação aos níveis de abril e maio, e entrando em um período sazonalmente forte, com níveis mais baixos de chuva.

Aprenda a investir na bolsa

A empresa destacou que sua produção no Projeto Ferro Carajás S11D está melhorando e deve entregar acima de 85 milhões de toneladas de minério por ano em breve.

Para os primeiros seis meses deste ano, a mineradora disse que foi impactada pela pandemia de Covid-19 (cerca de 3,5 milhões de toneladas) e por eventos não recorrentes, como manutenção de correias transportadoras de longa distância no S11D, com um impacto negativo de 2,1 milhões de toneladas.

Além disso, a Vale disse que a parada prevista da mina de Fazendão em fevereiro, devido ao esgotamento da área de mineração licenciada, também afetou seu balanço operacional. As operações na planta serão reiniciadas no terceiro trimestre, com uma produção média mensal de 400 mil toneladas no restante do ano.

O guidance da Vale para a produção de finos de minério de ferro em 2020 permaneceu inalterado na faixa entre 310 milhões de toneladas e 330 milhões de toneladas. A mineradora, no entanto, assumiu que a extremidade inferior do guidance é o cenário mais provável.

Outros metais

A produção de pelotas da Vale subiu 2,1% no segundo trimestre sobre os três primeiros meses do ano, atingindo 7,07 milhões de toneladas. Na comparação anual, porém, houve uma queda de 22%.

Já no acumulado do primeiro semestre de 2020, a Vale produziu 13,4 milhões de pelotas, 34,1% a menos do que o registrado na primeira metade do ano passado.

PUBLICIDADE

Com isso, o guidance da companhia para produção de pelotas em 2020 foi revisado de 35 milhões de toneladas a 40 milhões de toneladas para a faixa entre 30 milhões de toneladas e 35 milhões de toneladas.

Segundo a empresa, os ajustes de produção refletem a disponibilidade de pellet feed na planta de Itabira e ao adiamento da retomada da planta de pelotização de Vargem Grande para 2021, além da menor demanda do mercado.

A produção de cobre atingiu 84,5 mil toneladas no segundo trimestre deste ano, abaixo dos períodos anteriores, principalmente devido aos impactos da Covid-19, segundo a Vale.

No semestre, a produção de cobre foi de 179 mil toneladas, sendo que o guidance de produção para este produto é de 360 mil toneladas a 380 mil toneladas em 2020.

A Vale espera um desempenho mais forte no segundo semestre nas operações de cobre do Atlântico Sul, devido ao final da estação chuvosa no Brasil e à retomada das operações de Voisey’s Bay.

Quanto às vendas, a Vale registrou queda de 11,8% no segmento de minério de ferro, na comparação anual, e de 21,4% no segmento de pelotas, na mesma base de comparação. No semestre, as baixas foram de 9,4% e 32,6% sobre a primeira metade de 2019.

“A Vale continua cautelosa em meio à pandemia do COVID-19, totalmente comprometida com as medidas de segurança adotadas em suas instalações e com a retomada e a estabilização da produção nas mais altas condições de segurança”, destacou a companhia em seu balanço.

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado

PUBLICIDADE