Radar InfoMoney

Vale é autorizada a retomar operações em Itabira; CSN reajusta preços, Pão de Açúcar vende 3 lojas e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta quinta-feira (18)

Vale - Itabira
Vale – Itabira (Divulgação: Vale)

Após a forte turbulência de março e abril, as empresas brasileiras voltam as suas atenções para as emissões de ações. Dessa vez, é a Petrobras que se prepara para vender sua participação na BR Distribuidora.

Já a CSN aproveitou a alta do dólar e do minério de ferro para fazer o reajuste de seus preços. A nova tabela entra em vigor no dia 1º.

E a Vale conseguiu aval para retomar a produção no Complexo de Itabira.

Vale (VALE3)

PUBLICIDADE

A Vale recebeu autorização para retomar a operação no Complexo de Itabira. O aval foi dado pela Subsecretaria de Inspeção do Trabalho de Minas Gerais, que emitiu um termo permitindo a suspensão da interdição.

O complexo estava paralisado desde 5 de junho devido à ação de procuradores do Ministério Público do Trabalho do Estado (MPT-MG), que apontaram riscos de contaminação pelo coronavírus.

Na avaliação dos analistas do Bradesco BBI, a notícia é positiva para a Vale. No ano passado, o complexo produziu 36 milhões de toneladas. No entanto, eles não descartam que a Covid-19 possa causar novos impactos negativos na produção. “A implementação de padrões mais rígidos de segurança sanitária, níveis mais altos de absenteísmo e atrasos nos processos de licenciamento são exemplos de como a Covid-19 pode afetar a produtividade da mineração”, disseram em relatório a clientes.

Já o Itaú BBA lembrou que a paralisação de Itabira reduziu a produção da Vale em apenas 1 milhão de toneladas e que isso não irá afetar a meta de produção para o ano (310 a 330 milhões de toneladas). “Em nossa opinião, a Vale agora tem pleno conhecimento dos requisitos necessários de medidas preventivas que a Justiça do Trabalho considera importantes, o que poderia reduzir o risco de futuros fechamentos de outras operações.”

A Vale ainda informou que iniciou a fase de manutenção planejada da mina “Voisey’s Bayem Labrador”, no Canadá. Esse é o primeiro passo para a retomada das operações, o que deve ocorrer no início de julho.

O retorno da produção se dá após um período de três meses de monitoramento da evolução da pandemia do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

A retomada está prevista para julho, mas apenas em agosto a produção deve atingir a capacidade plena.

A mineradora informou ainda que fez uma parceria com um laboratório privado para fornecer testes a todos os empregados dessa operação.

Petrobras (PETR3;PETR4) e BR Distribuidora (BRDT3)

A Petrobras está retomando os planos de venda de sua participação remanescente na BR Distribuidora, segundo informações da Reuters.

Segundo a reportagem, a empresa pretende tentar vender sua fatia no segundo semestre. A Petrobras tem uma fatia de 37,5% na distribuidora. Na noite de quarta-feira, a estatal enviou um comunicado confirmando a intenção da venda, mas indicando não ter prazo ou formato definidos.

CSN (CSNA3)

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciou o aumento de preços para o aço em 10,5% a sua rede de distribuição, a partir do dia 1º de julho, segundo o jornal “O Estado de São Paulo”.

A valorização do dólar e do minério de ferro, que segue acima de US$ 100 a tonelada, justificam a decisão.

A expectativa é que outras siderúrgicas, como Usiminas, também façam reajustes.

Pão de Açúcar (PCAR3)

No setor de varejo, o Grupo Pão de Açúcar aprovou a venda de três lojas da Sendas avaliadas em R$ 183,1 milhões.

Eucatex (EUCA3;EUCA4)

PUBLICIDADE

A fabricante de pisos Eucatex informou que garantiu na Justiça a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins. A medida terá um impacto de R$ 126 milhões no balanço do segundo trimestre.

Para o aproveitamento dos créditos tributários, no entanto, é preciso que os valores sejam habilitados pela Receita Federal.

RD (RADL3)

A rede Raia Drogasil espera uma margem mais baixa no segundo trimestre do ano, mesmo com o reajuste do preço dos medicamentos já ter entrado em vigor. Em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, o diretor de planejamento, Eugênio De Zagottis, informou ainda que as vendas estão abaixo do normal.

Em abril, a queda foi de 17% nas vendas no segmento de produtos farmacêuticos em relação a março.

Na avaliação dos analistas do Bradesco BBI, essa queda deve se repetir em maio, mas com a rede melhorando seus números em junho. “Para maio, estamos vendo um movimento semelhante, que deve repetir o resultado de abril, devido à antecipação de feriados. No entanto, em junho, esperamos uma retomada mais interessante das vendas, pois a quarentena é mais suave em São Paulo e as lojas localizadas em shopping centers (cerca de 5% das lojas da rede) estão voltando ao trabalho”, disseram, reforçando a recomendação “neutra” para as ações da empresa.

JBS (JBSS3)

A recomposição dos rebanhos na China segue o seu curso. Em maio, o crescimento foi de 3,9% na comparação com o mês anterior, segundo informou o Ministério da Agricultura do governo chinês. Os rebanhos na China foram dizimados entre 2018 e 2019, quando surgiu a peste suína africana. Agora, o governo trabalho para o restabelecimento dessas criações.

Na avaliação do Bradesco BBI, a aceleração dessa retomada chama atenção – no mês anterior, a alta havia sido de 2,8% e, em fevereiro, de 1,7%. “Se a China continuar acelerando essa recomposição, poderemos ver seu rebanho de suínos se recuperar para níveis anteriores à peste suína africana antes da nossa expectativa de 2022, o que veríamos como negativo para o setor de proteína”, disseram.

No entanto, os analistas não alteraram as projeções para o setor devido às limitações impostas pela Covid-19, que podem afetar a capacidade global de processamento de proteína, e o risco da aceleração da recomposição dos rebanhos suínos na China levar ao surgimento de novos casos da peste.

PUBLICIDADE

A JPS é a principal recomendação da instituição no setor de proteína, com preço-alvo de R$ 32.

Ecorodovias (ECOR3)

A Ecorodovias divulgou uma nova parcial de suas operações, dessa vez compreendendo o período entre 16 de março e 16 de junho de 2020. O volume de tráfego caiu 20,3% em relação a igual período do ano passado, para 71.439 veículos (leves e pesados).

Nesses três meses, o tombo maior se deu na Ecoponte e Ecopistas, com recuos de, respectivamente, 42,3% e 42,4%.

Em uma das principais concessões da empresa, a Ecovias (sistema Anchieta/Imigrantes), o recuo é de 24,1%.

Já no acumulado do ano, o tráfego soma 148.936 veículos, queda de 6,4%

Inbrands

A Inbrands, dona da marca Ellus e Richards, enviou, na quinta-feira à noite, comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) negando uma possível preparação para um pedido de recuperação judicial.

A notícia foi divulgado anteriormente pelo jornal “O Estado de São Paulo”.

Invista na carreira mais promissora dos próximos 10 anos: aprenda a trabalhar no mercado financeiro em um curso gratuito do InfoMoney!