Usiminas (USIM5) tem baixa 67% no lucro no 3º trimestre, mas supera projeções

Desempenho foi afetado principalmente pelo menor resultado operacional no período

Felipe Moreira

Publicidade

A siderúrgica Usiminas (USIM5) lucrou, de forma líquida, R$ 609 milhões no terceiro trimestre de 2022, recuo de 67% na base anual e ficando acima do consenso, que era de R$ 434,7 milhões.

A empresa atribui o resultado ao “menor lucro operacional antes do resultado financeiro no período, parcialmente compensado pelas receitas financeiras registradas no trimestre”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de 866,9 milhões no trimestre, queda de 65,5% frente ao mesmo intervalo de 2021. O número ficou abaixo do consenso de R$ 1,05 bilhão.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Leia também:

O Ebitda ajustado, por sua vez, totalizou R$ 836 milhões no 3T22, um recuo de 71% em relação ao 3T21.

Já margem Ebitda ajustada atingiu 10% entre julho e setembro, baixa de 22 p.p. frente a margem registrada em 3T21.

Continua depois da publicidade

Receita do balanço da Usiminas

A receita líquida somou R$ 8,434 bilhões no terceiro trimestre deste ano, uma redução de 7% na comparação com igual etapa de 2021 e acima do consenso, que era de R$ 8,07 bilhões.

O volume de vendas de aço foi de 1,047 milhão de toneladas no trimestre, uma diminuição de 12% frente igual etapa de 2021.

As vendas de minério de ferro caíram 7% no terceiro trimestre de 2022, atingindo 2,242 milhões de toneladas.

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 171 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo perdas financeiras de R$ 420 milhões na mesma etapa de 2021.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 1,003 bilhão no terceiro trimestre de 2022, um recuo de 68% na comparação com igual etapa de 2021.

As despesas gerais e administrativas do 3T22 totalizaram R$ 140 milhões, 4,6% inferior ao trimestre anterior (2T22: R$147 milhões), principalmente com menores despesas na Unidade de Siderurgia.

Dívida e investimento

A Usiminas investiu R$ 604 milhões no trimestre encerrado em setembro, um aumento de 98% sobre o montante investido no mesmo período do ano passado.

Em 30 de setembro de 2022, a dívida líquida da companhia era de R$ 965 milhões, ante caixa líquido de 1,211 bilhão em igual etapa de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 0,14 vez em setembro/22, queda de 0,24 vez em relação ao mesmo período de 2021.

Projeções

A Usiminas projeta um volume de venda de aço da Unidade de Siderurgia de até 950 mil toneladas para o 4º trimestre de 2022 (4T22).

Com relação as despesas financeiras líquidas, as projeções passaram de R$ 150 milhões para R$ 50 milhões para o ano de 2022.