Usiminas (USIM5) mantém previsão sobre conclusão da reforma do Alto-Forno nº 3, BlackRock eleva fatia no Iguatemi (IGTI11) e mais notícias

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (26)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (26) traz a Usiminas (USIM5), que divulgou atualizações sobre a reforma do alto forno 3.

Já o Iguatemi (IGT11) informou que a BlackRock, Inc. adquiriu ações preferenciais e ordinárias emitidas da companhia, passando a deter: (a) 22.275.344 ações preferenciais representando aproximadamente 5,066% do total de ações preferenciais de emissão da companhia.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Dólar, Juros e Bolsa Ao Vivo

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Cruzeiro do Sul (CSDE3) aprovou, na última sexta-feira (23), o encerramento do programa de recompra de ações da companhia.

A Aegea emitiu R$ 5,5 bilhões em debêntures para operação no RJ.

A Hypera (HYPE3) aprovou na sexta-feira a distribuição de R$ 194,8 milhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP).

Continua depois da publicidade

A Qualicorp (QUAL3) informou a troca de seu comando, decidida pelo conselho. O atual presidente (CEO) Elton Carluci deixa o cargo e, no lugar, o conselho escolheu Mauricio Lopes. Ele assume em 31 de julho.

Confira mais destaques:

Usiminas (USIM5)

A Usiminas (USIM5) atualizou o mercado sobre a reforma do alto forno 3. A companhia disse que o cronograma segue dentro das expectativas, entretanto, alterações para mais ou menos dias são naturais para um projeto desta magnitude.

“A previsão de conclusão do projeto permanece no mês de agosto de 2023 e dentro do orçamento aprovado. Não obstante, a companhia esclarece que ajustes no cronograma são comuns em projetos dessa complexidade e o prazo mencionado poderá sofrer alterações conforme avanço do projeto”, diz comunicado ao mercado.

Iguatemi (IGTI11)

A BlackRock, Inc. adquiriu ações preferenciais e ordinárias emitidas pela Iguatemi S.A., sendo que, em 20 de junho de 2023, suas participações, de forma agregada, passaram a ser de: (a) 22.275.344 ações preferenciais representando aproximadamente 5,066% do total de ações preferenciais de emissão da companhia; (b) 11.137.672 ações ordinárias representando aproximadamente 1,418% do total de ações ordinárias emitidas pela Companhia; e (c) 16.428 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações preferenciais com liquidação financeira, representando aproximadamente 0,0037% do total de ações preferenciais emitidas pela companhia.

Qualicorp (QUAL3)

A Qualicorp (QUAL3), maior administradora de planos de saúde por adesão do País, informou na noite de domingo (25) a troca de seu comando, decidida pelo conselho. O atual presidente (CEO) Elton Carluci deixa o cargo e, no lugar, o conselho escolheu Mauricio Lopes. Ele assume em 31 de julho.

Para a troca de CEO, o conselho da empresa fez um mapeamento em busca de um nome técnico, com experiência e “reconhecida reputação”, além de interlocução no setor da saúde suplementar, em todos os seus diferentes agentes, incluindo operadoras de saúde, para o cargo de CEO, de acordo com o comunicado.

JSL (JSLG3)

A JSL (JSLG3) informou o início da distribuição pública, em regime de garantia firme de colocação, de 250 mil notas comerciais escriturais da 1ª emissão da JSL S.A., com valor unitário de R$ 1.000,00, na Data de Emissão, qual seja, 20 de junho
de 2023, totalizando o montante de R$ 250 milhões, destinada exclusivamente a investidores profissionais.

Cruzeiro do Sul (CSED3)

O Conselho de Administração da Cruzeiro do Sul aprovou, na última sexta-feira (23), o encerramento do programa de recompra de ações da companhia, aprovado em reunião do Conselho de Administração realizada em 12 de agosto de 2022.

Por meio do Programa de Recompra, foram adquiridas 17.279.688 ações ordinárias de emissão da Companhia, das quais 7.775.520 ações foram canceladas em 18 de janeiro de 2023; 6.997.968 ações foram canceladas em 28 de março de 2023; e 2.506.200 ações estão mantidas em tesouraria.

Kepler Weber (KEPL3)

A Kepler Weber comunicou que em continuidade ao comunicado ao mercado publicado em 16 de fevereiro de 2023 sobre o Processo Sucessório da companhia, o Conselho de Administração aprovou em 21 de junho de 2023 a eleição do Sr. Fabiano
Schneider para Diretor Industrial & Produto da Kepler Weber S/A, no regime estatutário com mandato de 2 anos a partir de 01 de julho de 2023.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informa que arquivou, na última sexta-feira (23), o seu Relatório de Sustentabilidade 2022. No documento podem ser encontradas informações sobre as as principais atividades, práticas de gestão, indicadores e compromissos relacionados às questões ambientais, sociais e de governança (ASG) da estatal. “Um dos principais destaques deste ano foram os projetos ambientais apoiados pela Companhia, que conservaram aproximadamente 254 mil hectares de florestas”, diz o documento.

Outro destaque se refere à descarbonização das operações, com uma redução absoluta de emissões de gases do efeito estufa em 39%, entre 2015 e 2022. Esta redução, alinhada com a ambição de zerar emissões absolutas operacionais até 2050, reforça o compromisso da Companhia em expandir sua atuação em negócios de baixo carbono.

Além dos projetos focados em restauração e conservação de florestas, a Petrobras apoia uma série de iniciativas para preservação da fauna, com 236 espécies da fauna monitoradas e protegidas e, também, uma forte atuação na conservação da biodiversidade do oceano.

Em 2023, a Petrobras abriu a maior seleção pública para projetos socioambientais de sua história, com previsão de investir R$ 432 milhões em projetos sociais e ambientais, tendo tal iniciativa recebido um número recorde de inscritos, em sua maioria das regiões Norte e Nordeste.

Aegea

A Aegea, empresa de saneamento investida pela Itausa (ITSA4) informou que irá realizar duas emissões de debêntures simples que vão somar R$ 5,5 bilhões. Os recursos serão destinados à operação Águas do Rio, empresa da Aegea que venceu o leilão de dois blocos de privatização da operação da estatal fluminense Cedae, em 2021.

As emissões foram feitas pelas sociedades de propósito específico (SPE) Águas do Rio 1, que levantou R$ 3,49 bilhões, e Águas do Rio 4, que captou R$ 2,06 bilhões. Elas serão dividas em duas tranches: a primeira com vencimento em 10 anos e meio e outra com 18 anos e seis meses de vencimento.

Hypera (HYPE3)

A Hypera (HYPE3) aprovou na sexta-feira a distribuição de R$ 194,8 milhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP), o equivalente a R$ 0,30793 por ação ordinária.

Terão direito ao recebimento os acionistas presentes nos registros da companhia ao final de 3 de julho deste ano, sendo as ações negociadas como “ex-juros sobre capital próprio” a partir de 4 de julho.

A Hypera ainda ressalta que entre esta sexta-feira e a data do pagamento, não incidirá qualquer atualização monetária sobre o montante declarado.