Usiminas: Spinelli atualiza projeções após resultado e mantém sugestão de compra

Corretora acredita que cenário ruim de 2009 já está embutido no preço das ações e diz preferir os papéis ordinários

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Corretora Spinelli revisou o preço-alvo das ações da Usiminas (USIM5, USIM3), em virtude do resultado trimestral abaixo do esperado. Segundo comunicado da corretora, a recomendação de compra para as ações da siderúrgica foi mantida, com preço-alvo de R$ 44,42 para os papéis preferenciais e ordinários.

A corretora afirma que o resultado trimestral bem abaixo do esperado foi determinante para que colocasse as projeções para a companhia em revisão, ainda mais tendo em vista as incertezas com relação ao futuro do setor siderúrgico.

Avanço nas despesas operacionais desagrada acionistas

Os analistas avaliaram com negativo o avanço de 99% nas despesas operacionais, devido à capacidade ociosa e a manutenção da paralisação de três alto-fornos. A corretora informa que um dos fornos foram desligados apenas em março, o que deve levar a uma maior ociosidade no próximo trimestre.

Aprenda a investir na bolsa

Outro ponto negativo levantado diz respeito ao aumento de mais de R$ 1 bilhão no endividamento líquido no trimestre e dívida líquida de R$ 4,3 bilhões, devido à menor geração de caixa e aos investimentos na aquisição da Zamprogna e nos planos de expansão.

Perspectivas positivas

Apesar da redução da demanda mundial por aço, a Spinelli acredita que os papéis da Usiminas já embutem um quadro negativo para 2009, tanto em preços como em quantidades de vendas. A aposta dos analistas é que a siderúrgica comece a esboçar leve recuperação a partir de 2010.

Por esses fatores, a Spinelli manteve a recomendação de compra das ações, dando preferência aos papéis ordinários.