United Airlines é favorecida por hedge e obtém lucro trimestral de US$ 28 milhões

No entanto, mesmo com ajuste por resultados não operacionais, desempenho da companhia supera projeções de analistas

SÃO PAULO – A United Airlines, uma das maiores companhias aéreas do mundo, apresentou seus resultados ao mercado nesta terça-feira (21), tendo obtido lucro de US$ 28 milhões no segundo trimestre de 2009.

O resultado, todavia, foi amplamente favorecido por ganhos em operações de hedge de combustível. Já o resultado ajustado por ganhos não-operacionais e obtidos com a marcação a mercado das operações de hedge aponta para prejuízo de US$ 323 milhões, ou US$ 2,23 por ação – perda menor que a estimativa de US$ 2,61 por ação.

Rédea curta

Em seu comunicado, a companhia aérea ressaltou o controle de custos realizado, que permitiu a redução em 1,2% dos gastos não relacionados a combustíveis ao longo do trimestre, frente ao mesmo período de 2008. Ao mesmo tempo, anunciou a redução de 7% da oferta de assentos em rotas internacionais até o final do ano.

Em meio às dificuldades para obtenção de crédito, a companhia buscou tranqüilizar os investidores ao anunciar sua posição de liquidez, contando com US$ 2,6 bilhões em caixa para emprego sem restrições. Os resultados levam os papéis a disparar nos EUA, com alta de 9,4%.