Temporada de balanços

Ultrapar (UGPA3) lucra R$ 390 milhões no quarto trimestre, queda de 10% na base anual

Apesar de melhora da receita e de lucro operacional, resultado foi impacto por maiores gastos financeiros

Por  Vitor Azevedo

A Ultrapar (UGPA3) lucrou de forma líquida R$ 390 milhões entre outubro e dezembro do ano passado – o número representa uma queda de 10% na comparação com o mesmo intervalo de 2020, quando foi de R$ 432 milhões.

No consolidado do ano, a companhia também registrou retrocesso em seu lucro líquido, que saiu de R$ 928 milhões em 2020 para R$ 884 milhões em 2021.

A queda da lucratividade no quarto trimestre se da mesmo com a Ultrapar tendo registrado um aumento de sua receita líquida, que ficou em R$ 34,4 bilhões, ante R$ 23,2 bilhões no quarto trimestre de 2020, diferença de 48%. A alta é explicada, segundo a companhia, pelo ao maior faturamento da Ipiranga, da Ultragaz, da Oxiteno e da Ultracargo, suas controladas.

Na Ultragaz, braço de distribuição de gás domiciliar, houve queda do volume total distribuído, que saiu de 426 mil toneladas para 416 mil, com a demanda caindo por conta da alta dos preços. Mesmo assim, a subsidiária aumentou sua receita e seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) saltou 44%, para R$ 222 milhões, com o repasse de preços.

Na Ultracargo, de armazenagem de produtos químicos, o Ebitda também avançou, com alta de 32%, para R$ 101 milhões. “É fruto das expansões com ganhos de rentabilidade, reajustes contratuais e ganhos de produtividade”, comenta a Ultrapar. A holding destaca também a entrada de operação do terminal de Vila do Conde em dezembro.

A rede de postos Ipiranga, por sua vez, viu seu Ebitda avançar 44%, para R$ 704 milhões, a despeito da queda de 2% dos volumes negociados. O resultado dessa subsidiária, porém, é impulsionado pela venda da Conect Car, que somou R$ 128 milhões ao seu balanço.

A Oxiteno, por fim, viu seu Ebitda avançar 4% na base anual, para R$ 252 milhões entre outubro e dezembro, com melhores margens. A Extrafarma deu prejuízo operacional de R$ 9 milhões.

O Ebitda ajustado da Ultrapar acompanhou parcialmente a receita, avançando 25%, fechando o trimestre em R$ 1,18 bilhão.

Em adição aos resultados dos cinco principais negócios, a Ultrapar explica que registrou um resultado negativo de R$ 82 milhões, composto de R$ 54 milhões de EBITDA negativo com a holding, R$ 14 milhões em gastos com M&A e com dos efeitos da inflação sobre as despesas com pessoal, e R$ 33milhões de EBITDA negativo com o abastece aí, com investimentos no aplicativo.

Resultado da Ultrapar é impactado por gastos financeiros

Por fim, o lucro líquido da companhia foi impacto, principalmente, por um pior resultado financeiro, negativo em R$ 324 milhões, ante lucro de R$ 89 bilhões entre outubro e dezembro de 2020.

“Essa piora é efeito da correção monetária sobre créditos tributários extemporâneos de R$ 160 milhões registrados no quarto trimestre, da elevação do CDI sobre o maior saldo médio de dívida líquida, apesar do menor custo da dívida, e) da piora temporal no resultado de marcação a mercado dos hedges dos bonds” explicou a companhia no documento publicado na noite desta quarta-feira (23).

A dívida líquida da Ultrapar saltou de R$ 10,5 bilhões em dezembro de 2020 para R$ 11,6 bilhões no mesmo mês de 2021.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe