Consensus 2022

Ucrânia usará NFTs para salvar seu “DNA” cultural em meio à invasão russa

“Neste momento, museus e locais culturais estão sendo destruídos por foguetes”, disse o presidente da Blockchain Association of Ukraine

Por  CoinDesk

Em meio ao perigo claro e presente de militares russos destruírem as maravilhas arquitetônicas, museus e outros locais culturais da Ucrânia, o país planeja digitalizar “cada peça de arte ou história” que puder, anunciou Michael Chobanian, presidente da Asssociação Blockchain da Ucrânia, na Consensus 2022 no sábado.

“Hoje estamos anunciando um novo projeto [destinado a] como salvar o DNA do povo ucraniano, a cultura ucraniana e a história ucraniana”, disse Chobanian.

“Neste momento, eles estão bombardeando museus, igrejas e locais culturais. Então, antes que eles sejam destruídos… vamos digitalizar cada peça de arte ou história que temos nos museus. Vamos fazer em NFT e colocar na blockchain”, afirmou.

A Ucrânia já alavancou cripto e blockchain para financiar sua defesa contra a invasão da Rússia, levantando mais de US$ 135 milhões em cripto de doadores de todo o mundo até meados de maio, disse a empresa de análise Crystal Blockchain ao CoinDesk.

Chobanian fez o anúncio do plano NFT ao lado de Alex Bornyakov, vice-ministro de Transformação Digital da Ucrânia e porta-voz de fato do governo em cripto, em um painel intitulado “Cripto em guerra: por trás do histórico de fundos cripto da Ucrânia”.

No entanto, o projeto não é uma iniciativa do governo, mas sim um esforço da comunidade blockchain da Ucrânia.

A cofundadora da NEAR Protocol, Illia Polosukhin, que também estava no palco, revelou mais tarde que a NEAR será a primeira parceira blockchain do projeto.

“É extremamente importante trazer toda a herança ucraniana em cadeia e oferecê-la ao mundo e preservá-la para sempre”, disse Polosukhin.

A histórica “NFT-ização” dos artefatos da Ucrânia também revelará “o que está sendo mantido” e onde, a fim de impedir que funcionários corruptos do governo roubem itens durante tempos imprevisíveis como esses, acrescentou Chobanian.

Digitalizar e colocar um artefato como NFT em uma blockchain será a prova de que um artefato existiu. O projeto terá como objetivo fornecer uma janela digital para o DNA cultural da Ucrânia, porque qualquer pessoa de qualquer lugar poderá ver os itens como NFTs em um só lugar.

“É um projeto nacional, não um projeto privado; é o que fazemos como a Associação Blockchain da Ucrânia e desta forma ninguém pode excluí-lo”, disse Chobanian, que também é a pessoa que gerencia as doações para o Crypto Fund of Ukraine e o fundador da bolsa Kuna da Ucrânia.

O primeiro projeto NFT do governo foi o Museu MetaHistory NFT da Ucrânia, que foi criado para preservar fatos sobre a guerra destinados a desafiar a “campanha de desinformação de Putin”. Os NFTs comprados nessa plataforma serão usados ​​para financiar o mais recente projeto de preservação de NFTs.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe