Do marketing

Uber vai demitir 400 funcionários para enfrentar desaquecimento

Empresa abriu o capital em maio, e atualmente as ações são negociadas abaixo do preço do IPO

arrow_forwardMais sobre

(Bloomberg) — O Uber disse que planeja reduzir um terço de seu departamento de marketing globalmente, em uma medida do presidente da empresa para enfrentar o desaquecimento dos negócios.

O aplicativo de transportes vai demitir cerca de 400 funcionários, disse o CEO Dara Khosrowshahi em e-mail aos funcionários sobre as mudanças na segunda-feira.

“Hoje há uma sensação geral de que, embora tenhamos crescido rapidamente, desaceleramos”, escreveu Khosrowshahi no e-mail revisado pela Bloomberg. “Isso é natural quando as empresas crescem, mas é algo que precisamos abordar, e rapidamente.”

PUBLICIDADE

O Uber abriu o capital em maio, e atualmente as ações são negociadas abaixo do preço do IPO. A empresa com sede em São Francisco e sua rival Lyft estão sob pressão de investidores devido às enormes perdas. A Bloomberg deu em primeira mão na segunda-feira que o diretor de operações da Lyft, Jon McNeill, deixou a empresa depois de menos de dois anos no cargo.

As demissões representam cerca de 1,6% da força de trabalho global do Uber. É a primeira grande reorganização do braço de marketing e comunicação desde que Jill Hazelbaker, executiva há muito tempo na empresa, assumiu o controle da divisão no mês passado. Hazelbaker substituiu Rebecca Messina, ex-diretora de marketing que supervisionou uma equipe de cerca de 1,2 mil funcionários durante seu período de nove meses na empresa.

“Muitas de nossas equipes são muito grandes, o que cria sobreposição de trabalho, com tomadores de decisão sem clareza e que pode levar a resultados medíocres”, escreveu Khosrowshahi à equipe. “Estou aqui para ganhar uma corrida que realmente importa.”

Proteja seu patrimônio: invista. Abra uma conta gratuita na XP.