Twitter passa a mostrar gráfico e cotação de ações e criptomoedas

Novidade ainda envolve uma lista restrita de ativos, apenas com ações de empresas dos EUA e criptos como Bitcoin e Ethereum

CoinDesk

Twitter
Twitter

Publicidade

A rede social Twitter integrou a partir desta quinta-feira (22) os preços de criptomoedas e ações negociadas nos Estados Unidos nos resultados de pesquisa da plataforma. A solução ocorre usando um plug-in da empresa de dados TradingView.

A integração permite que os usuários digitem os tickers (código) das criptos ou das ações na barra de pesquisa, que irá mostrar o valor atual e um gráfico de preços, além dos tuites que usam os termos.

Não há ainda integração com ações brasileiras e a lista de ativos que aparecem é restrita. Em criptos a novidade funciona com o Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), enquanto com ações a lista inclui principalmente as gigantes, como Amazon (AMZN) e Apple (AAPL).

Continua depois da publicidade

O resultado também inclui um link para o aplicativo de negociação de ativos Robinhood.

A gigante de mídia social tem se aproximado da indústria de criptoativos nos últimos anos, adicionando um recurso de gorjeta em setembro de 2021, enquanto ainda estava sob a gestão de Jack Dorsey.

O Twitter foi recentemente adquirido por Elon Musk, que anteriormente investiu US$ 1,5 bilhão em Bitcoin para o balanço patrimonial da fabricante de carros elétricos Tesla, sendo que a maior parte desse valor já foi vendida.

Continua depois da publicidade

“Nas próximas semanas, refinaremos a experiência do usuário e expandiremos nossa cobertura de tickers”, disse a empresa em um tuite.

CoinDesk

CoinDesk é a plataforma de conteúdos e informações sobre criptomoedas mais influente do mundo, e agora parceira exclusiva do InfoMoney no Brasil: twitter.com/CoinDeskBrasil