Eleições nos EUA

Trump anuncia que não participará de posse de Biden

Somente 3 presidentes faltaram à cerimônia na história dos EUA

Donald Trump e Joe Biden
Donald Trump e Joe Biden no primeiro debate presidencial (Foto: Mario Tama/Getty Images)

(ANSA) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (8) que não participará da cerimônia de posse de seu rival, o democrata Joe Biden, marcada para o próximo dia 20 de janeiro.

“A todos que perguntaram, eu não irei à posse no dia 20 de janeiro”, escreveu o republicano no Twitter.

Com isso, ele será o quarto presidente na história americana a não participar da cerimônia. Os outros três foram: John Adams (1801), John Quincy Adams (1829) e Andrew Johnson (1869).

Como tradição, todos os mandatários que deixam o cargo vão ao evento e cumprimentam o novo chefe de Estado eleito, assim como Barack Obama fez quando Trump assumiu a Casa Branca em 2017.

A decisão é anunciada um dia depois de Trump reconhecer, pela primeira vez, a derrota sofrida nas eleições presidenciais de novembro de 2020, quando Biden obteve 306 votos no Colégio Eleitoral contra 232 do magnata.

O republicano insiste em fraude eleitoral, mas nunca apresentou provas. Auditores e a Justiça dos EUA não descobriram nenhum indício que poderia alterar o resultado das urnas.

A postura de Trump fez seus apoiadores realizarem um protesto durante a sessão de confirmação da vitória de Biden no Congresso americano, em Washington, o que culminou em uma invasão sem precedentes ao Capitólio no último dia 6 de janeiro.

O ato fez uma série de funcionários do governo renunciar aos seus cargos. Hoje, inclusive, a imprensa americana informou que até o advogado da Casa Branca, Pat Cipollone, está considerando deixar o cargo depois que Trump fomentou a invasão.

O caos incentivado pelo republicano também levou os democratas a discutirem um possível processo de impeachment. A deputada do partido de Biden Katherine Clark abriu a possibilidade da Câmara votar a ação já na próxima semana se o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, não invocar a 25ª Emenda da Constituição americana, medida que permite afastar o presidente por incapacidade. (ANSA)

PUBLICIDADE

PROCURA-SE: Profissionais de todas as formações estão migrando para uma das profissões mais bem remuneradas do mercado. Entenda como fazer o mesmo nesta série gratuita do InfoMoney!