Leilão

Triunfo vence a disputa por BRs 060/153/262 com deságio de 52%

Vencedor da proposta ofereceu um pedágio de R$ 2,85, o menor dentre as propostas; CCR, Queiroz Galvão e Invepar também participaram do leilão

SÃO PAULO – A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) realizou o leilão para a concessão das BRs 060/153/262 (DF/GO/MG), tendo a Triunfo (TPIS3) como a vencedora, ao apresentar o maior deságio de pedágio, de 52%. Foi oferecido pela companhia um pedágio de R$ 2,85, menos da metade do teto estabelecido, de R$ 5,94. 

Cinco grupos, entre consórcios e empresas, apresentaram propostas para disputar o leilão, sendo que todas as garantias foram classificadas. A licitação aconteceu na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. 

Por volta das 10h (horário de Brasília), foram abertos os envelopes. O consórcio da Queiroz Galvão, Rodovias Federais 2013, oferece R$ 3,68 de pedágio, um deságio de 37,99%. Posteriomente, a Triunfo (TPIS3) concedeu um deságio de 52%, a R$ 2,85. Depois, foi revelada a proposta da Invepar, que teve deságio de 42,13%, a R$ 3,43. A CCR (CCRO3) fez a proposta final, de R$ 4,66, ou deságio de 21,41%. Por fim, foi apresentada a quinta e última proposta, da Companhia de Participação em Concessões, que propôs R$ 4,66 de pedágio, um deságio de 21,55%. 

PUBLICIDADE

Desta forma, o consórcio formado pela Triunfo apresentou a proposta vencedora, com um deságio de 52% pelas três rodovias. O teto apresentado foi de R$ 5,94 pela ANTT foi de R$ 5,94 por cem quilômetros de rodovia. A concessão é por 30 anos, incluindo das três rodovias que passam por Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. Os investimentos estimados são de R$ 7,15 bilhões, sendo que R$ 3,98 bilhões serão realizados nos primeiros cinco anos de concessão.