Educação Financeira

Trader que ganha até R$ 600 por dia diz como atingiu consistência

Investindo com técnica, mesmo quem começou a operar no mercado financeiro há pouco tempo ganha musculatura para tirar um "salário" de R$ 6 mil por mês

SÃO PAULO – Murilo Macedo Garcia, mais conhecido como Doug, trabalhava no controle de processos de produção de uma grande montadora em São Paulo. A perda do emprego e a falta de perspectivas na sua área de atuação foram o primeiro ponto da virada para que ele voltasse os olhos ao mercado financeiro — e essa foi a melhor decisão que poderia ter tomado.

“Estou há dois anos no mercado financeiro e vivo dele. Tiro, em média, de R$ 400 a R$ 600 por dia, operando de um a dois minilotes de índice ou dólar”, resume Doug. Mas nem sempre foi assim. E nem sempre foi tão fácil quanto parece.

Melhor analista de 2017 e 2018 revela seu maior segredo para operar na Bolsa

Formado em contabilidade e bacharel em química, Doug conta que não conseguia achar “um salário no mínimo respeitoso” (nas suas palavras) quando engrossou as filas de recolocação no mercado de trabalho.

Foi então que, “para levantar dinheiro”, começou a operar no day trade. “Peguei parte dos lucros de operações que já fazia, em renda fixa e swing trade, e parti para o ataque”, conta. “Mas só perdia. Foram sete meses bem ruins na minha trajetória, embora fossem perdas controladas, utilizando partes do lucro que já possuía em swing e renda fixa”, rememora.

O segundo e definitivo ponto da virada veio quando ele conheceu o setup karatê, criado pelo analista Giba Coelho, hoje na XP Investimentos, para ensinar uma metodologia eficaz aos iniciantes no mercado financeiro.

Conheça o Setup Karatê do Giba para obter ganhos no day trade

“Segui o setup à risca, mesmo sem entender a lógica. Até que, após três semanas usando esse sistema, virei a chave e tive a melhor semana da minha vida. A partir daí, só tive ganhos e mais ganhos. Perco também, como todos, mas, seguindo a gestão ensinada pelo Giba, fiz um aumento de capital de R$ 6 mil por mês, em média, operando um contrato de minidólar e dois contratos de índice”, festeja Doug.

Filme como inspiração

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O nome da estratégia e até mesmo o conceito foram tomados emprestados do filme Karate Kid. Giba Coelho comenta: “O aluno fala para o mestre que quer dar uma surra em uns garotos que bateram nele, mas o mestre, antes de ensiná-lo a lutar, o coloca lavando carro, tirando e colocando o casaco e em outras situações de repetição que chegam a irritá-lo”.

No entender de Giba, com os traders acontece a mesma coisa. “Todos querem um setup para sair ganhando, mas esquecem que, antes, precisam fortalecer e ensinar o cérebro a tornar-se trader”, defende ele.

Giba Coelho revela seu maior segredo para ganhar na Bolsa

De acordo com Giba — o melhor analista do Brasil em 2017, segundo o ranking de Exame.com e dono de uma carteira semanal de ações recomendadas que acumulou rendimento de 27,6% de janeiro a julho deste ano —, a inspiração para criar o setup do karatê veio da sua percepção de que investidores do day trade precisavam entender como seguir a tendência e saber tomar stops.

“Muitos perdiam muito em uma operação, outros tomavam dois losses e desistiam de operar, não ganhando ao longo do dia. Só entravam nos losses ou saíam cedo das posições”, explica ele, complementando que “o karatê começa simples, com o cruzamento das médias 3 e 8 no gráfico de 5 minutos e uso para dólar e índice”.

“Mas tem considerações a fazer, como preço médio na estratégia, evitar entrar em sobrerregiões, traçar alvos pela ATR e Expansões de Fibonacci e colocar stops ou ATR os padrão linha vermelha.”

Estudo é o mais importante setup

Outro entusiasta da estratégia do karatê é o engenheiro químico paulista Marcos Gallo. “É um setup muito válido, porque antecipa a virada das posições e pode nos ajudar antecipando movimentos no gráfico dos 5 minutos”, explica o trader, que já investia em ações havia cerca de dez anos, mas vem diversificando sua atuação no mercado financeiro nos últimos meses.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não por acaso, Marcos adota também o Gibex Sossegado, índice criado pelo analista para facilitar a interpretação por parte dos iniciantes no mercado financeiro. E completa com o Fibonacci, que, nas suas palavras, é “mágico”. “Ele mostra os pontos de maior alvo do índice, de movimento das ações e do dólar.”

Giba Coelho ensina como ganhar com o Gibex Sossegado; veja!

Na visão de Marcos, porém, não basta se apoiar apenas em setups. “São ferramentas muito úteis, mas a tomada de decisão está no clique, no dedo, e, para isso, a gente tem que estar com o emocional bastante equilibrado”, pondera.

O trader chama atenção também para a necessidade de estudo diário. “Para a gente obter resultado, é preciso ter dedicação, acordar cedo, se inteirar do mercado, estar ligado nos movimentos e acompanhando as novidades”, avalia. “O resultado não aparece de imediato, e sim com o tempo”, decreta.

Nunca é tarde para (re)começar

A advogada Cristiana Paes de Lima Antunes, do Rio de Janeiro, investia na Bolsa desde 2008, por orientação de familiares, “mas não sabia nada”. Tanto que nem acompanhava o movimento das ações, tampouco notas de corretagem. “Eu olhava renda variável como renda fixa. Em 2015, já tinha voltado ao meu capital inicial”, afirma.

Após sucessivos ganhos e perdas ao sabor da sorte, Cristiana começou a estudar o mercado. Ela fez o curso do Giba e começou a seguir sua metodologia. A partir daí conheceu o stop loss e ganhou musculatura para operar com consciência, entendendo cada vez mais a importância de fazer análise técnica, por exemplo.

“Comecei a fazer day trade e, de lá pra cá, aprendo todos os dias na prática”, afirma. “Mesmo em um ano difícil, cheio de volatilidade, estou agora numa curva de ascensão”, comemora ela, que se diz “70% menos ansiosa” ao operar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O psicanalista Henrique Trej, de São Paulo, vivenciou um processo semelhante. “Passei de mero chutador a sabedor do que estou fazendo”, resume ele, afirmando que vem tendo resultados positivos na Bolsa há três meses — depois de fazer o curso Os Segredos do Melhor Analista do Brasil, de Giba Coelho. “Peguei gosto pelo trading. Foi a melhor conquista, aos 55 anos, porque está sendo um ganho fundamental para minha independência financeira.”

Masterclass gratuita

Se, a exemplo desses e outros traders que aprenderam com o Giba, você quer entender como lucrar com consistência na Bolsa, basta clicar aqui e assistir a uma masterclass online e gratuita com o melhor analista do Brasil em 2017 — e que, se estivesse no ranking de Exame.com, novamente apareceria em primeiro lugar em 2018.

Aqui, o Giba mostra como funciona seu indicador técnico Gibex Sossegado e dá outras dicas para quem quer deslanchar no mercado financeiro.