Ilan Goldfajn

Tombini elogia sucessor na presidência do BC: competente, experiente e reconhecido

O anúncio da nomeação de Ilan Goldfajn foi feito na manhã desta terça-feira, pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles

SÃO PAULO – Alguns minutos depois da confirmação de Ilan Goldfajn para a presidência do Banco Central no governo do presidente interino Michel Temer, o atual comandante da autoridade monetária, Alexandre Tombini, elogiou a escolha feita pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciada na manhã desta terça-feira (17).

“O economista Ilan Goldfajn, indicado para a presidência do Banco Central do Brasil, é profissional reconhecido, com larga experiência no setor financeiro brasileiro, ampla visão da economia nacional e internacional, além de já ter passagem pela diretoria colegiada dessa instituição. Suas qualidades e sua formação o credenciam a uma bem sucedida gestão frente à autoridade monetária brasileira”, disse Tombini em nota à imprensa.

Experiente e conhecido no mercado financeiro, Golfajn atuava como economista-chefe do Itaú — maior banco privado do país –, cargo que exerceu desde 2009. Antes, foi diretor de Política Econômica do BC entre 2000 e 2003, quando a autoridade monetária era comandada por Armínio Fraga. Ficou até meados de 2003, já com o BC presidido por Henrique Meirelles, hoje ministro da Fazenda.

PUBLICIDADE