Títulos Públicos

Títulos alemães sobem, à espera de reunião na Zona do Euro

País ainda reportou queda na atividade da indústria, corroborando a cautela do mercado com a recessão do Velho Continente

SÃO PAULO – Os papéis da Alemanha com maturação para dez anos avançam, com a maior procura dos investidores por ativos mais seguros. Pela manhã, a maior economia da Zona do Euro reportou declínio de 0,5% na produção industrial em agosto.

A Alemanha vendeu € 2,42 bilhões para dívidas de seis meses. Mais uma vez, o tesouro do país conseguiu captar os recursos pagando um rendimento negativo aos investidores, de -0,0218, contra a emissão de setembro, quando pagou um yield de -0,0147%.

O dia ainda é marcado pelo aguardo do  encontro dos ministros de Finanças da região, que lançam oficialmente o fundo permanente de resgate, o ESM (Mecanismo Europeu de Estabilização), com uma capacidade de empréstimos de € 500 bilhões.

PUBLICIDADE

A área do Euro também divulgou aumento do sentimento de confiança abaixo do esperado. O medidor subiu para -22,2, ante -20,8 aguardado pelo mercado. 

PaísRendimentoVariaçãoSpread vs. Bund*
Grécia18,36%-0,55%+16,88
Portugal8,22%+0,09%+6,74
Itália5,09%+0,46%+3,61
Espanha5,74%+0,62%+4,26
França2,28%-0,39%+0,80
Alemanha1,48%-2,17%

* Diferença calculada em pontos percentuais. Fonte: Bloomberg

Entenda: quanto maior, pior
Os títulos públicos são uma das maneiras que os governos possuem para se financiar, enquanto a variação diária dos rendimentos decorre das negociações no mercado secundário. O juro pago pelo governo e o valor do papel são definidos no momento da emissão dos títulos, mas este último sofre variação no mercado secundário.

Assim, quanto mais arriscado um investimento, maior será o prêmio demandado pelos investidores no mercado secundário. Portanto, o valor do título recua e, consequentemente, o rendimento no mercado secundário aumenta. Tal variação positiva é uma indicação de que caso o governo opte por emitir novos papéis o custo para se financiar deverá ser maior.