Atentado

Tiroteio e explosão deixam pelo menos 35 mortos em Paris, diz polícia

Ainda não há informações se os dois eventos estão relacionados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um tiroteio em um restaurante na capital francesa Paris deixou pelo menos 35 mortos, informou a polícia nesta sexta-feira (13). Segundo as autoridades, há também pelo menos 100 pessoas mantidas como reféns em uma casa de shows. De acordo com a CNN, o tiroteio aconteceu em frente a um restaurante no distrito 10.

Uma testemunha disse à Sky News que um homem abriu fogo dentro do restaurante. Segundo a Associated Press, dois policiais confirmaram o tiroteio mas não deram informações sobre vítimas.

Foram três tiroteios na mesma região. No primeiro tiroteio, um indivíduo abriu fogo com um fuzil kalashnikov em um restaurante no 10º arrondissement e, de acordo com a emissora “BFM-TV”, matou “várias pessoas”. Em outro incidente, ao menos 50 disparos foram ouvidos na célebre casa de espetáculos Bataclan, perto da redação do “Charlie Hebdo”, onde estariam os reféns.

Além do tiroteio, também foi registrado uma explosão em um bar próximo do Stade de France, onde as seleções da Alemanha e França jogam uma partida amistosa. Ainda não há informações se os dois eventos estão relacionados. François Hollande, que acompanhava a partida, foi retirado do local. Zonas de segurança foram instaladas e várias equipes de socorro mobilizadas. Confira um vídeo do momento clicando aqui.

De acordo com a televisão BFM, haveria vários mortos no restaurante, localizado no décimo distrito da capital. No estádio, um repórter da Associated Press afirmou que as explosões foram tão altas que se sobrepuseram ao grito dos torcedores. Após os ataques, Hollande iniciou uma reunião de emergência no Ministério do Interior.

Mais cedo, o hotel onde a seleção alemã estava hospedada, o Molitor, foi evacuado por causa de uma ameaça de bomba. Após a revista feita pela polícia, que nada encontrou, os jogadores e os demais hóspedes regressaram ao hotel.