TIM (TIMS3) tem alta de 52,6% no lucro no quarto trimestre de 2023, a R$ 900 milhões

Resultado ficou abaixo do previsto pelo consenso LSEG

Felipe Moreira

Loja da TIM (Foto: Divulgação)

Publicidade

A TIM (TIMS3) reportou lucro líquido de R$ 900 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), montante 52,6% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022, informou a companhia nesta terça-feira (6). O consenso LSEG previa lucro líquido de R$ 960 milhões.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 3,150 bilhões no 4T23, um crescimento de 7,5% em relação ao 4T22 e ligeiramente abaixo dos R$ 3,19 bilhões previstos pelo consenso LSEG.

A margem Ebitda atingiu 50,2% entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 0,3 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 4T22.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A receita líquida somou R$ 6,275 bilhões no quarto trimestre do ano passado, crescimento de 6,8% na comparação com igual etapa de 2022 e em linha com R$ 6,28 bilhões esperados pelo consenso LSEG.

Os custos e despesas operacionais somaram R$ 3,125 bilhões no 4T23, um crescimento de 6,2% em relação ao mesmo período de 2022.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 478 milhões no quarto trimestre de 2023, uma elevação de 36,5% sobre as perdas financeiras da mesma etapa de 2022. 

Continua depois da publicidade

O Capex totalizou R$ 1,292 bilhão no 4T23, uma queda de 6,1% na base anual, em decorrência de uma menor alocação de investimentos em infraestrutura de rede se comparado ao 4T22.

Em 31 de dezembro de 2023, a dívida líquida da companhia era de R$ 11,642 bilhões, um recuo de 15,7% na comparação com o terceiro trimestre de 2023.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,0 vez em dezembro/23, queda de 0,2 p.p. em relação ao terceiro trimestre de 2023.

Projeções

A TIM prevê crescimento entre 7% e 9% do Ebitda no ano de 2024 e de 6% a 8% no médio prazo (até 2026).

A companhia também estima crescimento de até 7% da receita de serviços neste ano e de até 6% no médio prazo.

Com relação aos investimentos, a TIM espera investir entre R$ 4,4 bilhões e R$ 4,6 bilhões.