Tecnologia

Tesla cai 4% após SEC abrir investigação sobre incêndios envolvendo painéis solares da companhia

Empresa de Elon Musk é acusada de ter escondido de clientes de sócios problemas envolvendo suas placas de energia solar

Por  Vitor Azevedo -

As ações da Tesla (TSLA34) recuam mais de 4% por volta das 13h do pregão desta segunda-feira (6) na Nasdaq. A nova queda, que vem após a companhia já ter apresentado uma sequência de baixas por conta da venda de ações em massa do seu CEO, acontece por conta da abertura de um novo processo de investigação da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).

Segundo a Reuters, a “CVM americana” teria recebido uma denúncia de que a empresa liderada por Elon Musk não teria notificado adequadamente os seus sócios sobre os riscos de incêndios envolvendo seus painéis solares para domicílios e estabelecimentos.

As preocupações com casos de incêndio não são novas, com a Business Insider, por exemplo, relatando o caso já em 2019. Pela primeira vez, porém, há uma investigação em andamento.

A confirmação de que a SEC investiga a companhia se dá após Steven Henkens, ex-gerente de qualidade de campo da Tesla, contestar a instituição governamental, com base na lei de liberdade de informação americana, sobre o andamento das investigações. Henkens saiu da Tesla em agosto de 2020 e processou a companhia afirmando que seu afastamento se deu após ele ter levantado questões de segurança.

Em reclamação à SEC, o ex-gerente de qualidade, que teve também passagem de quase 20 anos na Toyota, afirmou que Tesla não informou aos acionistas que pode ser responsabilizada por possíveis danos materiais e por prejuízos envolvendo a vida dos usuários da sua tecnologia de energia solar.

Quanto aos clientes, Henkens defende a companhia não informou sobre o risco de incêndio, tendo alertado apenas para a “necessidade de uma manutenção para consertar uma falha em conectores capaz de desligar o sistema”.

Segundo o processo, mais de 60 mil clientes residenciais e 500 contas governamentais e comerciais podem ter sido afetadas pelo problema no último ano. Há registros, de acordo com o PlainSite, de diversos processos contra a Tesla envolvendo incêndios relacionados ao seu painel solar.

Essa não é a primeira vez que a Tesla é investigada por uma possível negligência: a companhia tem um processo aberto também sobre problemas em seus sistemas de direção automática.

A SEC afirmou que a investigação não confirma que houve violação da lei por parte da companhia de Elon Musk.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe