Doce euforia

Tereos explica à Bovespa por que ação subiu 254% em apenas seis pregões

Tereos diz que não há fato relevante, mas foram divulgadas duas notícias positivas para o setor sucroenergético, que a empresa acredita ter influenciado na alta das ações e no volume negociado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Nas últimas sessões, as ações da Tereos (TERI3), do setor sucroalcooleiro, experimentaram dias de euforia na Bovespa. Apenas em setembro, a ação da companhia mais do que triplicou de valor, passando de R$ 0,24 no dia 1 de setembro para R$ 0,85 na sessão de hoje, uma alta de 254% em seis pregões. Na semana, as ações subiram 129,73% e teve ganhos de 73,47% só nesta sexta-feira, em uma sessão que contou com diversos leilões. 

Indagada pela BM&FBovespa a respeito das oscilações com as ações, o aumento do número de negócios e da quantidade negociada, a Tereos deu esclarecimento sobre o motivo das ações terem subido. 

Segundo a companhia, ainda não foi divulgado ao mercado que pudesse justificar o incremento na quantidade de ações e no volume de negócios da Tereos. Entretanto, afirma a companhia, foram divulgadas duas notícias positivas para o setor sucroenergético, que acredita ter influenciado na alta das ações e no volume negociado.

São elas: expectativa do mercado em relação a um possível aumento da Cide (Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico) sobre a gasolina, que é uma demanda antiga do setor, o que ganhou força em razão das recentes declarações do governo de que precisa aumentar a arrecadação. “O aumento da Cide elevaria o preço da gasolina e poderia levar ao aumento da demanda por etanol, beneficiando as empresas do setor”.

Outro fator é o aumento do preco do açúcar: “conforme divulgado pela imprensa brasileira, os contratos futuros de açúcar demerara negociados na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) encerraram o pregão do dia 3 de setembro com uma forte alta, onde o preço para contratos com vencimento em outubro subiu 5,68% e fechou a US$ 11,34 centavos por libra-peso. A referida alta no preço do açúcar teria subido em razão dos temores quando aos efeitos do El Nino e aumento das importações pela China”.

“Nesse sentido, vale lembrar que o preço por ação da Tereos Internacional (R$ 0,24 na abertura do pregao do dia 3 de setembro de 2015) e bem inferior aos precos por acao da Cosan (R$ 18,00 na abertura do pregao do dia 3 de setembro de 2015) e da São Martinho (R$ 31,20 na abertura do pregao do dia 3 de setembro de 2015), o que causa uma maior volatilidade no preco por ação da Tereos Internacional. Isso porque, uma pequena oscilação de centavos no preco por ação da Tereos Internacional acaba representando uma grande oscilacao percentual”, destaca a companhia.

Apenas para referência, a alta no preço por ação da Tereos Internacional verificada no pregão do dia 3 de setembro de 2015 foi de apenas R$ 0,09, enquanto que a alta da Cosan foi de R$ 0,90 e a alta da São Martinho foi de R$ 3,14, afirma a companhia.

“Assim sendo, tivemos dois fatores públicos noticiados pela imprensa que podem ter levado a um aumento no interesse de nossas acoes pelos investidores no pregão do dia 3 de setembro de 2015, e o fato das ações da Tereos Internacional terem baixa liquidez e um valor de mercado baixo, acabou resultando no aumento na quantidade e no volume de negocios das ações da Tereos Internacional verificados no referido pregão, não sendo tais oscilações decorrentes de nenhum fato que nao tenha sido divulgado ao mercado”, afirmou.