IDP

Telecomunicações explicam diferença do IDP estimado pelo BC e o resultado de maio

O montante destinado a telecomunicações é praticamente o total de IDP - participação no capital - regressos ao exterior que consta na nota de setor externo

Aprenda a investir na bolsa

A diferença entre a estimativa do Banco Central para o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) em maio, de US$ 4 bilhões, e o resultado efetivo, de US$ 6,6 bilhões, é praticamente o total de investimentos verificado em telecomunicações no mês passado, em um total de US$ 2,489 bilhões. O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, considerou ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, no entanto, que não necessariamente esse volume explica a diferença, pois não há informações sobre se tratou-se de só uma alocação ou se houve um movimento mais disseminado pelo setor e que poderia, pelo menos em parte, já estar embutida na estimativa de US$ 4 bilhões para maio.

De qualquer forma, esse montante destinado a telecomunicações é praticamente o total de IDP – participação no capital – regressos ao exterior que consta na nota de setor externo. De acordo com o documento do BC, o volume total foi de US$ 2,895 bilhões. A agricultura não recebeu investimentos no mês passado, de acordo com o BC. Na indústria, foram aplicados US$ 89 milhões – US$ 82 milhões, em celulose e papel, US$ 4 milhões, em bebidas e US$ 2 milhões, em produtos de metal.

Já o setor de serviços foi responsável pela atração de US$ 2,798 bilhões no mês passado. Além do grosso que foi voltado para telecomunicações, também foram verificados investimentos nas áreas de obras de infraestrutura (US$ 132 milhões), comércio exceto veículos (US$ 12 milhões), eletricidade, gás e outras utilidades (US$ 100 milhões), atividades imobiliárias (US$ 36 milhões), serviços financeiros (US$ 2 milhões), construção de edifícios (US$ 14 milhões), transporte (US$ 9 milhões), atividades de consultoria (US$ 4 milhões) e aquisições e vendas de imóveis (US$ 8 milhões).

Aprenda a investir na bolsa