Telecom e tecnologia brecam valorizações na Europa

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

Os índices acionários europeus fecharam sem uma direção uniforme no pregão desta terça-feira. As bolsas européias foram pressionadas pelas ações de telecomunicações e tecnologia, que caíram após a Texas Instruments, maior fabricante mundial de semicondutores utilizados em telefonia, e a Deutsche Telekom, maior operadora alemã, terem anunciado resultados abaixo da expectativa do mercado. Estes setores não conseguiram reverter a tendência nem com a virada dos índices dos EUA, que operavam há pouco em alta.

A Bolsa de Londres encerrou suas negociações em queda, com o índice FTSE-100 perdendo 0,28%, sendo cotado a 6.214,7 pontos. Liderando as baixas entre as ações do índice inglês estavam a Sema (-11,85%), Bookham Technologies (-7,32%), Misys (-5,07%) e Invensys (-3,67%), todas ligadas à tecnologia. Outro setor que se destacou entre as ações que fecharam o pregão desvalorizadas foi o de telecomunicações, com as quedas da British Telecom (-2,79%), Vodafone (-2,38%), Energis (-2,21%) e Cable & Wireless (-1,72%). Além destas, ainda caíram os papéis da varejista Dixons (-1,82%), das petrolíferas Shell (-1,28%) e BP Amoco (-0,51%) e das empresas de alimentos e bebidas Cadbury Schweppes (-1,60%) e Diageo (-1,04%). Em contrapartida, fecharam em alta a BAE Systems (+2,85%), a loja de departamentos Marks and Spencer (+2,75%), os bancos HSBC (+1,83%) e Lloyds (+1,61%) e a varejista Tesco (+1,33%).

Em Paris, o índice CAC 40 fechou em queda de 0,73%, cotado a 5.840 pontos. Entre as ações que fecharam em baixa estiveram as de tecnologia, mídia e telecomunicações, com a Cap Gemini (-5,67%), TF1 (-4,33%), France Telecom (-3,72%), STMicrosystems (-3,45%), Equant (-1,42%) e Alcatel (-1,27%). Outros destaques foram as instituições financeiras Societe Generale (-3,67%), Credit Lyonnais (-1,58%) e BNP Paribas (-0,60%). Por outro lado fecharam em alta as ações da empresa alimentícia Danone (+5,18%), a instituição financeira Dexia (+3,68%) e a holding de artigos de luxo L.V.M.H. (+1,67%).

Em Madri, o Ibex 35 fechou em alta de 0,81%, cotado a 10.100 pontos. As ações do Grupo Dragados (+4,27%) de materiais de construção encabeçaram a valorização da bolsa espanhola, seguidas pelos bancos Bankinter (+3,66%) e Banco Popular (+3,49%), pela empresa que engloba uma rede de distribuição e logística de viagens Amadeus (+3,64%) e pela TelePizza (+2,95%). Já os papéis que acumularam as maiores quedas foram os do portal Terra Networks (-2,31%), os da Telefonica Moviles (-1,78%), os da empresa de biotecnologia Zeltia (-1,32%) e os do Grupo Picking Pack (-1,06%).

A Bolsa alemã de Frankfurt ainda opera, com o índice DAX 30 em modesta alta de 0,18% às 16h37 de Brasília, quando era cotado a 6.687 pontos.











































Outros Mercados: Milão MIB 30 -0,61%
Amsterdã AMS Exchange +0,27%
Zurique Swiss Market +0,17%
Lisboa BVL 30 -0,61%
Moscou Moscow Times +1,89%
Bruxelas BEL 20 +0,69%
Istambul ISE National-100 -1,90%
Estocolmo Stockholm General +1,28%
Compartilhe