Tecnologia e telecomunicações derrubam as bolsas dos EUA

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas operam com tendência de queda nesta segunda-feira. Os papeis das empresas ligadas à tecnologia e telecomunicações operam em baixa, uma vez que os investidores optam por papéis defensivos, como os de instituições financeiras e empresas farmacêuticas.

Dentre os principais destaque desta segunda-feira, operam em queda as ações da Dell, segunda maior fabricante mundial de microcomputadores pessoais. As ações caem 2,68% após a empresa ter anunciado hoje, antes da abertura do pregão regular, que não deverá atingir a expectativa do mercado quanto aos seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2000. O lucro deverá ser reportado entre US$ 0,18 e US$ 0,19 por ação, o que representa uma redução de 24% a 28% da projeção inicial de analistas que apontavam US$ 0,25 de lucro por ação para o período. A divulgação da Dell de lucro menor que o esperado influencia negativamente o desempenho das concorrentes do setor de PCs.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, opera em modesta baixa de 0,36% a 10.549,78 pontos. Entre as componentes do índice, destaque de queda para Walt Disney (-5,93%), HP (-5,07%), Honeywell (-2,58%), IBM (-2,30%), GE (-2,26%) e SBC Communications (-2,14%). Em contrapartida, operam em alta as ações da Home Depot (+5,18%), Wal Mart (+3,65%), International Paper (+3,60%), Kodak (+1,38%), J.P. Morgan Chase (+1,36%) e 3M (+1,20%).

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, opera em queda de 0,72% a 2.750,33 pontos. As ações das empresas ligadas ao setor de telecomunicações operam em destaque de queda, como as fabricantes de equipamentos de telefonia Ericsson (-3,52%), JDS Uniphase (-2,88%) e ADC Telecommunication (-7,23%) e a operadora WorldCom (-3,69%). Outros papéis em baixa são Oracle (-7,96%), Apple (-4,45%), Microsoft (-1,95%), Intel (-0,35%) e Sun Microsystems (-0,20%). Por outro lado, as ações das empresas de biotecnologia comandam as valorizações do pregão eletrônico da Nasdaq, entre elas a Amgen (+12,40%). As ações da empresa sobem após o fim da batalha na Corte norte-americana, que decidiu em seu favor no caso da patente de um popular medicamento contra a anemia. Além disso, o anúncio dá impulso aos papéis das concorrentes como a Biomet (+8,98%), Medimmune (+3,89%), Immunex (+2,85%) e Biogen (+2,42%).

O índice S&P 500 apresenta ligeira desvalorização de 0,12%, a 1.340,97 pontos. Entre as 500 maiores empresas norte-americanas também se destacam na queda os papéis do setor de telecomunicações como Sprint (-5,89%), Lucent (-5,74%) e AT&T (-2,60%). Outras ações em baixa são a fabricante de PCs Gateway (-6,42%), a empresa de software Computer Associates (-4,63%) e a empresa de armazenagem de dados EMC Corp (-2,43%). Operam em alta as ações das instituições financeiras Bank of New York (+5,00%), Goldman Sachs (+2,42%), Wells Fargo (+1,41%) e AIG (+0,96%) e das farmacêuticas Pfizer (+1,04%), Bristol-Myers (+0,58%), Eli Lilly (+0,54%) e GlaxoSmithKline (+0,47%).

Compartilhe