Taxas futuras de juros rondam ajustes, mas têm viés de alta com dólar

A liquidez e as oscilações podem ser limitadas pela agenda mais esvaziada, que ganha tração a partir de quarta-feira, com o IPCA de junho

Estadão Conteúdo

Moedas de real em ilustração (Foto: Bruno Domingos/Reuters)
Moedas de real em ilustração (Foto: Bruno Domingos/Reuters)

Publicidade

Os juros futuros rondam a estabilidade após a abertura desta segunda-feira, 8, com viés de alta a partir do miolo da curva, diante do avanço do dólar ante o real e abertura da curva de juros dos Treasuries.

Além disso, o Boletim Focus trouxe nova piora nas expectativas de inflação. A liquidez e as oscilações podem ser limitadas pela agenda mais esvaziada, que ganha tração a partir de quarta-feira, com o IPCA de junho.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Continua depois da publicidade

Às 9h15, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2025 operava a 10,600%, perto da mínima de 10,590%, ante 10,596% no ajuste anterior.

O DI para janeiro de 2027 estava em 11,585%, de 11,558%, e o para janeiro de 2029 marcava 11,960%, de 11,933% no ajuste de sexta-feira, 5.