Processo aberto em 2019

Superintendência do Cade propõe condenação da Rumo por abuso de poder econômico

Caso segue para a decisão do colegiado de conselheiros do Cade, que pode acatar ou não a recomendação

Aprenda a investir na bolsa

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) encaminhou ao tribunal do órgão processo administrativo aberto em 2019 contra a Rumo Logística Operadora Multimodal S.A., com recomendação de condenação da empresa, e aplicação de multa, por infração à ordem econômica.

A investigação contra a empresa teve início em 2016, a partir de denúncia feita pela Agrovia, que atua no transporte de açúcar para exportação.

Na representação, a Agrovia alegou depender da Malha Paulista, controlada pela Rumo, que estaria abusando de sua posição para “criar dificuldades ao seu funcionamento”, e que por isso teve que encerrar suas atividades.

Aprenda a investir na bolsa

No despacho desta segunda-feira, 14, publicado no Diário Oficial da União (DOU), a Superintendência sugere a punição à Rumo “por infração à ordem econômica consistente na interdição do Pátio de Santa Adélia em razão da ausência de manutenções e reparos que eram de responsabilidade da própria Rumo, abusando de seu poder de monopolista para criar dificuldades ao funcionamento de empresa concorrente e impedindo-o de acessar aos canais de distribuição de açúcar”.

Agora, depois da decisão da Superintendência, o caso segue para a decisão do colegiado de conselheiros do Cade, que pode acatar ou não a recomendação pela condenação da empresa.

Aprenda a fazer das opções uma fonte recorrente de ganhos, de forma responsável e partindo do zero, em um curso 100% gratuito!