S&P rebaixa ratings de três empresas de energia; perspectiva segue negativa

Ratings da Celpa, Cemat e Celtins receberam downgrade; agência não descarta possibilidade de novas reduções

Por  Anderson Figo

SÃO PAULO – A Standard & Poor’s rebaixou nesta quarta-feira (27) os ratings das companhias Celpa (Centrais Elétricas do Pará), Cemat (Centrais Elétricas Matogrossenses – CMGR3), Enersul (Energética de Mato Grosso do Sul) e Celtins (Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins). Para todas as empresas, a perspectiva da S&P é negativa.

Foram alteradas as notas de crédito corporativo de longo prazo da Celpa, que passaram de “B” para “CCC+”, e da Cemat, que foram de “B” para “B-“. A agência de classificação de risco destacou que o downgrade reflete o fato destas empresas não terem conseguido rolar o montante significativo de suas dívidas de curto prazo.

“Houve uma deterioração no desempenho financeiro das empresas no primeiro trimestre de 2009, principalmente em função dos custos mais altos dos empréstimos de capital de giro levantados para refinanciar suas dívidas”, declarou.

Já as notas de crédito corporativo em escala nacional da Enersul passaram de “brA” para “brBBB+”. A Celtins, por sua vez, teve seu rating “B+” de crédito corporativo de longo prazo reafirmado, mas sua perspectiva positiva foi alterada para negativa.

Perspectiva

“A perspectiva dos ratings de crédito corporativo é negativa para as quatro empresas por ainda persistirem os riscos de rebaixamento. Há várias incertezas com relação à falta de uma estratégia para solucionar os vencimentos de curto prazo da Celpa e Cemat e o contínuo enfraquecimento no desempenho financeiro de ambas. (…) Os ratings das empresas poderão ser rebaixados se o enfraquecimento visto no primeiro trimestre de 2009 persistir nos próximos meses, acarretando uma deterioração em geral nos fundamentos de crédito”, destacou a agência.

Compartilhe