S&P e Nasdaq no vermelho; Dow se mantém em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas de valores norte-americanas operam em queda no pregão de hoje, com exceção do índice Dow Jones. Foi divulgado hoje o índice de vendas no verejo referente a novembro, com queda de 0,4% em relação ao mês anterior, enquanto era esperada uma variação positiva de 0,2%. Excluindo-se o setor automobilístico, a variação foi de 0,2%, mais próxima dos 0,3% esperados. Analistas acreditam que o resultado reforça a expectativa de um corte na taxa básica de juros. Por outro lado, os investidores parecem apreensivos quanto ao mercado, aguardando pelo resultado da eleição presidencial.

O Dow Jones, índice que reúne 30 empresas de diversos setores, operava em alta de 0,57% a 10.830,08 pontos, às 13h50 de Nova York. O destaque positivo ficava por conta da Philip Morris, que subia 5,22%. Logo atrás vinham as instituições financeiras JP Morgan (+2,80%) e American Express (+1,78%), e Johnson & Johnson, que tinha seus papéis valorizados em 2,19%. Já entre as ações que apresentavam queda estavam HP (-5,67%), Kodak (-2,59%) e Intel (-2,23%).

O Nasdaq Composite, índice que concentra as empresas do setor de tecnologia, apresentava queda de 2,02%, a 2.872,49 pontos. Os papéis da Sun eram negociados em baixa de 6,27%, após um relatório divulgado pela International Data Corporation (IDC) afirmar que o ritmo de expansão da gigante está perdendo fôlego. O relatório mostra que, apesar da empresa continuar líder em vendas no mercado de servidores Unix, sua rival IBM apresentou crescimento maior ao longo do ano. Logo atrás vinham as ações da Amazon (-4,59%), Cisco (-4,60%), Oracle (-3,05%) e Dell (-2,95%), afetada pela previsão de resultados menores do que os esperados pela Compaq, sua concorrente direta. No lado positivo, destque para as gigantes do setor de telecomunicações Qualcomm (+3,69%), que se recupera após forte desvalorização do pregão anterior, e WorldComm (+3,19%).

O S&P 500, que concentra as 500 maiores empresas norte-americanas, operava em queda de 0,08% a 1.370,11 pontos. Os destaques negativos eram a fabricante de equipamentos Texas Instruments (-7,93%) e as varejistas May Department Stores (-3,51%) e Wal-Mart (-2,89%), afetadas pela divulgação dos índices de vendas no varejo. Já os papéis da Lucent Technologies operavam em alta de 8,03% com rumores de que a empresa estaria sendo adquirida pela líder mundial em celulares Nokia. A gigante do mercado farmacêutico Pfizer manteve suas previsões para o trimestre, adicionando US$ 200 milhões acima do previsto em vendas de medicamentos cujas margens são elevadas. Os papéis da empresa acumulam alta de 4,40%, enquanto as ações de outra gigante de setor, a Brystol-Myers, estavam em alta de 3,60%.

Compartilhe