Análise

Solana, Luna e Polkadot: o que esperar das rivais do Ethereum após queda de 14%

Os tokens das principais redes de blockchain caíram até 14% depois que o BTC perdeu o nível de suporte de US$ 46.500; veja até onde recuo pode chegar

Por  CoinDesk -

As principais criptomoedas desabaram nas últimas 24 horas após o Bitcoin (BTC) perder o nível de suporte de US$ 46.500 e cair para US$ 42.700, gerando uma liquidação ampla no mercado de altcoins.

Entre os dez principais ativos digitais por capitalização de mercado, os tokens das redes Avalanche (AVAX), Terra (LUNA) e Solana (SOL), rivais do Ethereum (ETH), caíram até 12% no período. Já a Polkadot (DOT) derreteu 14% antes de registrar uma leve alta na manhã desta quinta-feira (6).

Vale lembrar que, no ano passado, os preços dos tokens dessas redes dispararam, puxados principalmente por investidores que procuravam alternativas de blockchains fora do Ethereum.

O token DOT encontrou suporte em US$ 25, que anteriormente funcionava como resistência, e ganhava US$ 1,26 no fechamento da matéria. Cair abaixo desses preços pode significar uma queda para pouco mais de US$ 20, nível no qual está o próximo suporte.

polkadot dot
DOT saltou no suporte que antes era resistência, em US$ 25

O SOL caiu do nível de suporte de US$ 167 para US$ 144 hoje, atingindo temporariamente os preços vistos pela última vez em outubro de 2021. A faixa de US$ 130 a US$ 140 continua crucial para o SOL, de acordo com os gráficos. Se cair abaixo disso, a criptomoeda pode desabar para US$ 78 se os níveis de resistência anteriores forem considerados.

solana sol
Perda dos US$ 150 pode fazer SOL cair até US$ 130, no mínimo

A criptomoeda LUNA, que passou de US$ 50 no início de dezembro de 2021 para US$ 103 no final daquele mês, continuou a tendência de baixa vista há duas semanas. Seu preço estava no nível de suporte de US$ 75 no início desta quinta-feira, e cair abaixo desse patamar pode causar um recuo para quase US$ 50.

terra luna
LUNA encontrou suporte em US$ 75

O mercado de criptomoedas parece se estabilizar no momento, quando o preço do BTC paira acima de US$ 43.000. As leituras do Índice de Força Relativa (RSI) – um indicador que mede a magnitude das mudanças de preços – caíram abaixo do nível 30 entre várias das principais criptos, sugerindo que a maioria dos ativos entrou em território sobrevendido após a liquidação, o que pode indicar que uma recuperação pode acontecer em breve.

No RSI, normalmente usado por traders, um fundo de 30 indica sobrevenda e uma possível reversão de preço para cima, e um topo de 70 mostra compra excessiva e correção para baixo.

A queda de preço foi causada por mais de US$ 800 milhões em liquidações de criptomoedas. Quase 90% dessas liquidações ocorreram em posições vendidas ou de operadores que apostaram na queda dos preços.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As liquidações ocorrem quando os traders tomam emprestados fundos das exchanges para apostar no movimento de criptomoedas usando um capital inicial relativamente pequeno, que é perdido quando os valores das moedas atingem um nível de liquidação predeterminado.

Mais de US$ 317 milhões em liquidações ocorreram em produtos futuros denominados em BTC apenas nas últimas 24 horas.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe