Ser Educacional (SEER3): XP eleva recomendação para compra com recuperação do setor

Ser deve se beneficiar de uma temporada de captação forte e de um ambiente competitivo mais controlado, o que se traduz em volumes e preços mais altos

Felipe Moreira

Publicidade

A XP Investimentos elevou recomendação para ações da Ser Educacional (SEER3) de neutra para compra e preço-alvo de R$ 9 para o final de 2024, com potencial de valorização de 42% frente o fechamento da véspera. Os analistas apontam que a companhia deve se beneficiar de uma temporada de captação forte e de um ambiente competitivo mais controlado, o que se traduz em volumes e preços mais altos.

Além disso, na avaliação da XP, a empresa fez sua lição de casa ao tornar suas operações mais enxutas e buscar ganhos de eficiência que já estão rendendo frutos.

Com relação ao futuro, analistas enxergam opcionalidades positivas tanto no julgamento do STF em relação às vagas de medicina quanto à uma possível reformulação do FIES.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Diante disso, a XP disse estar altamente otimista em relação às perspectivas da empresa e considera a ação uma das melhores escolhas para aproveitar a recuperação do setor.

Volumes de captação devem continuar fortes

Para os analistas, a empresa teve uma temporada de captação forte no primeiro semestre, com captação tanto no ensino híbrido quanto no digital aumentando na comparação ano a ano e o segundo semestre deve ser ainda mais forte.

“As taxas de rematrículas e evasão estão convergindo para níveis mais saudáveis, e a gestão da empresa espera que essa tendência seja sustentada desde que o ambiente macroeconômico não represente um obstáculo para o setor”, diz relatório.

Continua depois da publicidade

A concorrência no setor de educação é historicamente acirrada, com grandes empresas dependendo muito de marketing e descontos para atrair estudantes, mas a XP disse ter observado uma mudança nesse comportamento, com as empresas priorizando a lucratividade em detrimento dos volumes, e a gestão da Ser espera poder continuar melhorando o ticket médio, idealmente com aumentos próximos à inflação no segmento híbrido e acima de zero no segmento digital.