Distrato

Ser Educacional desiste de adquirir faculdades da Ânima

Localizados no Nordeste brasileiro, ativos faziam parte do acordo firmado entre as companhias na transação de aquisição da Laureate Brasil

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – A Ser Educacional (SEER3) informou nesta terça-feira (6) que desistiu de adquirir três ativos localizados na região Nordeste do país e que haviam sido vendidos pela Ânima Educação (ANIM3) em dezembro, por R$ 180 milhões. São eles Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), Centro Universitário dos Guararapes (UNIFG) e CEDEPE Business School.

Os ativos faziam parte do acordo firmado entre as companhias na transação de aquisição da Laureate Brasil.

De acordo com comunicado enviado ao mercado, o distrato “foi celebrado de forma amigável e por mútuo acordo, com outorga de quitação geral de parte a parte”.

“A Ser Educacional seguirá com sua estratégia focada em construir seu ecossistema de ensino superior, combinando iniciativas de crescimento orgânico com aquisições e continuará constantemente avaliando oportunidades de operações estratégicas visando a geração de valor a seus acionistas e stakeholders em geral”, escreveu a companhia, no documento.

Com o distrato, a Ânima permanece detentora de 100% dos ativos brasileiros do Grupo Laureate, instituições essas que, segundo a companhia, são referência em seus mercados de atuação e se destacam pela qualidade de ensino, infraestrutura e pelo completo portfólio de cursos, além de estarem em localização privilegiada.

Leia também:
Ser Educacional anuncia aquisição para fortalecer curso de veterinária; analistas veem compra como positiva, ainda que “pequena”

Em relatório divulgado nesta terça, a XP destaca que, para a Ânima, o anúncio é neutro, dado que esses ativos são referência em seus mercados e que são complementares do ponto de vista de exposição geográfica. Por outro lado, a venda dos ativos ajudaria a empresa a se desalavancar mais rapidamente, aponta a casa.

Quanto à Ser Educacional, os analistas da XP veem o comunicado como um movimento positivo e em linha com a estratégia da companhia e com seu foco principal, de aumentar a exposição ao ensino à distância em detrimento do ensino presencial.

A XP manteve recomendação de compra para a Ânima, com preço-alvo de R$ 15 por ação. Já para a Ser Educacional, a XP tem posição neutra, com preço-alvo estimado de R$ 17 por papel.

Quer trabalhar como assessor de investimentos? Entre no setor que paga as melhores remunerações de 2021. Inscreva-se no curso gratuito “Carreira no Mercado Financeiro”.

Compartilhe