Sequoia (SEQL3) assina para incorporar Move3 e ação fecha com salto de 17,95%

Os acionistas da Move3, por sua vez, irão adquirir 1.000 ações de emissão da Sequoia, de titularidade de Armando Marchesan Neto, presidente-executivo e fundador da Sequoia

Reuters

Publicidade

SÃO PAULO (Reuters) – A Sequoia Logística e Transporte (SEQL3) assinou no sábado acordo de associação com acionistas do Grupo Move3, que prevê ao final do processo a incorporação da Move3 pela Sequoia. As ações da Sequoia chegaram a disparar mais de 25% no melhor momento nesta segunda-feira após o anúncio da companhia. Os papéis fecharam com salto de 17,95%, a R$ 0,46; na máxima, chegaram a R$ 0,49 (+25,64%). Contudo, vale destacar o baixo valor de face do ativo, fazendo com que variações de centavos levem a grandes variações percentuais.

De acordo com a Sequoia, o Grupo Move3, fundado em 1993, consolidou-se como líder na logística bancária e mantém uma rede de mais de 520 franquias e nove centros de distribuição, abrangendo mais de 5.000 municípios no país.

A operação prevê que a Transportadora Americana (TA), de propriedade da Sequoia, compre 9.420.300 papéis dos acionistas da Move3, representativos de 13,12% do capital social votante e total da Move3, por R$ 50 milhões.

Continua depois da publicidade

Os acionistas da Move3, por sua vez, irão adquirir 1.000 ações de emissão da Sequoia, de titularidade de Armando Marchesan Neto, presidente-executivo e fundador da Sequoia.

Na sequência, a TA incorporará a Move3, o que implicará o recebimento pelos acionistas da Move3 de 5,308 ações da TA para cada ação da Move3, mediante a emissão de 331 milhões de novas ações pela TA, que representarão no fechamento da operação 42,5% do capital social total da TA. A Move3 será então extinta.

Após o fechamento da operação, a Sequoia incorporará a TA, e os acionistas da Move3 receberão, para cada ação de emissão da TA por eles detida, 2,196 ações da Sequoia mediante a emissão de 726.830.161 novas ações pela companhia.

Continua depois da publicidade

De acordo com o fato relevante divulgado nesta segunda-feira, essa relação de troca está sujeita a determinados ajustes, sendo que a participação final dos acionistas da Move3 na Sequoia em virtude da implementação de uma reorganização societária não poderá exceder 42,5% do capital social total em bases totalmente diluídas. A TA, então, será extinta.