Mercados

EUA concluem acordo para aprovar pacote de US$ 2 tri; futuros de NY operam entre perdas e ganhos

Bolsas chegaram a se animar logo após a aprovação do acordo para o pacote, mas diminuíram o ímpeto durante a manhã

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Senado e o governo dos Estados Unidos chegaram a um acordo para aprovar o pacote de US$ 2 trilhões para socorrer a economia do país, abalada pela epidemia do coronavírus.

Os índices futuros de Nova York, que estavam em terreno negativo na madrugada, se recuperaram após o anúncio, mas logo voltaram a registrar queda. Às 8h29, o futuro do Dow Jones subia 0,33%, enquanto os futuros do S&P 500 e do Nasdaq tinham perdas de cerca de 0,8%.

Já as Bolsas de valores da Ásia tiveram um rali e fecharam em expressiva alta após a notícia. O mercado de Tóquio avançou 8%, o da Coreia do Sul subiu quase 5% e a bolsa chinesa encerrou o pregão com valorização de 2,2%.

Aprenda a investir na bolsa

Os mercados europeus, por sua vez, operam em geral com leves altas. A exceção é o Dax, da Alemanha, que cai 0,82%. Vale destacar que o índice de sentimento das empresas no país caiu de 96 pontos em fevereiro para 86,1 pontos em março, registrando sua maior queda desde a reunificação das Alemanhas e atingindo o menor patamar desde julho de 2009, segundo pesquisa final divulgada hoje pelo instituto alemão Ifo. O resultado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda a 87,4.

O FTSE, de Londres, sobe 1,03%, enquanto o CAC (França), tinha alta de 0,89%.

Mesmo com o pacote nos EUA, muitos ressaltam a incerteza que ainda paira sobre a economia americana e mundial. O acordo, que ainda é preliminar e deve seguir para votação no Senado e na Câmara dos Representantes já nesta quarta, acontece após dias de divergências que deixaram os mercados financeiros em suspense. Só depois irá à sanção de Donald Trump.

Detalhes do pacote serão revelados mais tarde nesta quarta-feira. Alguns pontos conhecidos: cada adulto receberá um cheque de US$ 1,2 mil, cada casal US$ 2,4 mil e cada criança um de US$ 500.

Se o cidadão recebe mais de US$ 75 mil por ano e o casal mais de US$ 150 mil por ano, terão direito a um cheque de menor valor.

Pequenas empresas terão US$ 350 bilhões para mitigar os efeitos da recessão. McConnell disse que o pacote estabilizará “setores-chave na economia americana”.

PUBLICIDADE

As empresas aéreas haviam pedido US$ 58 bilhões. O senador Chuck Schumer disse os US$ 2 trilhões vão cobrir as necessidades de cada americano por quatro meses.

O país se prepara para uma onda de demissões. Um relatório do banco Goldman Sachs projetou que só nesta semana 2,2 milhões de trabalhadores perderiam o emprego.

“Este não é um momento de comemoração, mas de necessidade”, disse o senador Chuck Schumer, líder da minoria democrata no Senado, à CNBC. “No final, temos um acordo. Este é um nível de investimentos de tempos de guerra na nossa nação”, disse o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!