Sem subsídios para abaixar preço, celular desbloqueado sai mais caro

Segundo o Ucel, aparelho de operadora em promoção chega a ser R$ 300 mais barato do que os desbloqueados

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – De acordo com o Ucel (Universo Celular), sai mais barato para o consumidor brasileiro comprar um celular com uma operadora (bloqueado) do que um desbloqueado, já que é possível aproveitar promoções, por ele ter subsídios.

Quem, mesmo assim, não abre mão da liberdade de escolher uma operadora de celular, pode, depois de esperada a vigência do contrato com o aparelho bloqueado, destravar o celular em uma assistência técnica autorizada, por um preço que varia de R$ 50 a R$ 100.

Se for comprar diretamente o desbloqueado, segundo o Ucel, o consumidor paga R$ 300 a mais na comparação com os aparelhos de operadora em momento de promoção.

Preços

De acordo com o Ucel, um aparelho celular desbloqueado, por não ter nenhuma operadora vinculada a ele, não tem subsídios que possam baixar o preço e, por este motivo, eles se tornam mais caros do que aqueles comprados das operadoras, de acordo com o exemplo abaixo do valor do Sony Ericsson W880i:

OperadoraValor
DesbloqueadoR$ 1.599
ClaroR$ 1.299
TIMR$ 1.299

*Fonte: Ucel

Promoções

A discussão sobre comprar em promoção um aparelho de operadora ou um desbloqueado é relevante, diante do fato de que enquete proposta pelo Ucel mostrou que 51% das pessoas costumam esperar as promoções para trocar de aparelho e aproveitar os preços atrativos.

Essas promoções, aliadas à concorrência entre as operadoras e à conseqüente queda nos preços, deverão fazer com que o número de celulares em uso no País chegue a 120 milhões no final de 2007, de acordo com projeções do Teleco.

Segundo a entidade, o crescimento da quantidade de celulares ativos está sendo acompanhado por promoções que estimulam seu uso.

Até setembro deste ano, a quantidade de linhas ativas no Brasil havia ultrapassado 112 milhões, de acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Isso significa que havia 59,47 celulares a cada 100 pessoas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe