Banco

Santander vai incorporar unidade Banesto e fechar agências

O nome Banesto irá desaparecer em três anos; banco possui 100 bilhões de euros em ativos e em setembro tinha 8.303 empregados

arrow_forwardMais sobre

MADRI – O Santander, maior banco da Espanha, irá encerrar a marca Banesto, de 110 anos de idade, com a completa incorporação da subsidiária local para cortar custos de longo prazo, fechando 700 agências.

O negócio custará ao Santander cerca de 260 milhões de euros (340,84 milhões de dólares) e incluirá a fusão da divisão de private banking Banif. Juntos, os três bancos têm cerca de 4,664 escritórios na Espanha.

“Nós temos um contexto significativamente diferente, com forte concentração no setor e estamos em um mercado com baixas taxas de crescimento”, disse o vice-presidente financeiro do Santander, José Antonio Alvarez, explicando o movimento de corte de custos.

A perda de empregos com o fechamento da marca, um assunto sensível em um país onde um em cada quatro pessoas estão desempregadas, será implementado gradualmente, disse o banco, sem dar mais detalhes.

O Banesto, atualmente o sétimo maior banco do país com 100 bilhões de euros em ativos, tinha 8.303 empregados no fim de setembro.

O Santander, que espera fechar em maio um acordo para comprar os 10 por cento de ações do Banesto que ainda não possui, disse que a integração geraria economias de 520 milhões de euros para o grupo até o terceiro ano da fusão.