Bloco Cripto

Saiba mais sobre custódia de criptomoedas com um dos maiores especialistas do Brasil

Programa Bloco Cripto desta terça recebeu o fundador da Coinwise e um dos maiores especialista em criptografia e segurança da informação, Marco Carnut

SÃO PAULO – Um dos grandes medos dos investidores de criptomoedas, principalmente os institucionais, se dá sobre a segurança na hora de guardar seus ativos digitais. Será que os sistemas de custódia são realmente seguros? Qual a melhor forma de se armazenar estes ativos sem correr risco de ser hackeado ou sofrer com problemas de sistema?

Quer receber análises e recomendações de criptomoedas de um dos maiores especialistas do Brasil? Clique aqui e assine o CryptoInsights

Para comentar este assunto, o programa Bloco Cripto desta terça-feira (11) recebeu o fundador da Coinwise e um dos maiores especialista em criptografia e segurança da informação, Marco Carnut. Segundo ele, o fato de existirem muitas moedas diferentes pode, muitas vezes, confundir o usuário, em vez de ajudar.

PUBLICIDADE

O especialista explica que muita gente opera com criptos, mas não sabe que as chaves são essenciais para não perder o acesso aos ativos digitais que estão guardados. Ele cita casos em que as pessoas querem deixar criptoativos como herança, por exemplo, e diferentes situações em que é necessário um cuidado extra.

Como sugestão, Carnut diz que o usuário precisa evitar manter suas criptos em corretoras, e, de preferência usar uma carteira em hardware separado. Ele explica que este sistema é como um computador “separado” do seu, que roda apenas o software da carteira de moedas digitais, com o mínimo para o investidor fazer suas operações. “É imune a fraudes e ataques”, afirma. 

Na conversa com Safiri Felix, ele também comentou como está a adoção das moedas digitais como meio de pagamento e futuro da tecnologia, além de falar sobre diferentes projetos que podem agregar ainda mais para todo o sistema.

Confira o programa na íntegra: