Balanço saneamento

Sabesp (SBSP3) tem alta de 11% no lucro do 3º trimestre

O lucro antes de juros, amortizações e depreciações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,789 bilhão, alta de 18,2%.

Por  Felipe Alves -

SÃO PAULO – A Sabesp (SBSP3) registrou lucro de R$ 468,6 milhões no terceiro trimestre de 2021, alta de 11,1% no comparativo anual. O lucro foi de R$ 421,6 milhões no mesmo período de 2020.

O lucro antes de juros, amortizações e depreciações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,789 bilhão, com acréscimo de R$ 275,7 milhões comparativamente ao R$ 1,513 bilhão do mesmo período do ano anterior. Ou seja, variação positiva de 18,2%.

A margem Ebitda ajustada foi de 34,7% no terceiro trimestre de 2021 ante 34,1% no mesmo período de 2020.

O resultado financeiro do terceiro trimestre de 2021 da Sabesp (SBSP3) ficou negativo em R$ 520,6 milhões contra negativos R$ 330,6 milhões no mesmo período de 2020.

Receitas e despesas da Sabesp

A receita operacional líquida da Sabesp (SBSP3) teve alta de 16,1% no comparativo anual. Desta forma, passou de R$ 4,43 bilhões no terceiro trimestre de 2020 para R$ 5,153 bilhões no terceiro trimestre deste ano.

No mais, a Sabesp (SBSP3) registrou acréscimo de R$ 347,5 milhões nos custos, despesas administrativas e comerciais (excluindo os custos de construção). Os custos aumentaram 14,3% no terceiro trimestre de 2021, em um total de R$ 2,77 bilhões.

O resultado foi decorrente de R$ 103,0 milhões nas despesas gerais; R$ 64,4 milhões nas despesas com serviços; R$ 64,0 milhões nas despesas de energia elétrica; e R$ 43,5 milhões nas perdas estimadas com créditos de liquidação duvidosa.

Mais receitas

A receita operacional bruta da Sabesp (SBSP3) relacionada à prestação de serviços de saneamento, a qual não considera a receita de construção, atingiu R$ 4,284 bilhões. Assim, houve acréscimo de R$ 645,8 milhões ou 17,7%, quando comparada com os R$ 3,639 bilhões do mesmo período de 2020.

A receita de serviços foi impactada pelo: reajuste tarifário; aumento no volume total, excluídos os volumes isentos de cobrança das categorias residencial social e residencial favela no terceiro trimestre de 2020; aumento da receita com o início da operação no município de Mauá; e aumento da tarifa média pelo incremento no volume faturado das categorias Comercial, Industrial e Pública.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a receita de construção aumentou R$ 132,7 milhões ou 12,6%, como reflexo do aumento no investimento.

Endividamento com variação cambial

Apesar da redução no nível de endividamento em moeda estrangeira, a Sabesp (SBSP3) registrou um aumento nas despesas com variação cambial sobre empréstimos e financiamentos, no montante de R$ 141,5 milhões. Isso foi resultado da maior valorização do dólar e do iene frente ao real no terceiro trimestre de 2021 no comparativo anual.

Impactos da pandemia

Entre os impactos da pandemia, a empresa citou este destaques:
• Aumento nas perdas estimadas com créditos de liquidação duvidosa em R$ 43,5 milhões ou 57,9%,
principalmente pela elevação da inadimplência no 3T21;
• Postergação do reajuste tarifário no 3T20, com impacto líquido estimado de R$ 65,6 milhões sobre
a receita operacional. A reposição deste impacto foi autorizada pela ARSESP e iniciada em agosto de
2020; e
• Isenção de pagamento dos clientes das categorias de uso Residencial Social e Residencial Favela no
3T20, no montante estimado de R$ 51,6 milhões.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe