Guerra na Europa

Rússia diz que não há progresso significativo em negociações de paz com a Ucrânia

Governo russo acusa o ucraniano de paralisar as conversações, fazendo propostas inaceitáveis

Por  Reuters -

A Rússia afirmou nesta segunda-feira (21) que as negociações de paz com a Ucrânia ainda não tiveram nenhum progresso significativo.

O governo russo acusa o ucraniano de paralisar as conversações, fazendo propostas inaceitáveis. Os ucranianos dizem que estão dispostos a negociar, mas não se renderão nem aceitarão ultimatos.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse a repórteres que Moscou está mostrando mais disposição do que a Ucrânia para trabalhar em prol de um acordo. “Aqueles que podem, devem usar sua influência sobre Kiev para torná-la mais acomodativa e construtiva nessas conversações”.

Peskov também afirmou que ainda é necessário fazer progressos significativos nas negociações para que haja uma base para uma possível reunião entre os presidentes russo, Vladimir Putin, e ucraniano, Volodymyr Zelensky.

“Para que possamos falar de uma reunião entre os dois presidentes, é preciso fazer o dever de casa. As conversações têm que ser realizadas e seus resultados têm que ser acordados”, disse Peskov. “Não houve nenhum progresso significativo até agora.”

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe