Indústrias Romi (ROMI3) lucra R$ 32,6 mi no 2º trimestre, baixa anual de 1,1%

Companhia divulgou seus números trimestrais nesta noite desta terça-feira (18)

Felipe Moreira

Publicidade

Inaugurando a temporada de balanços, a Indústrias Romi (ROMI3) registrou queda de 1,1% no lucro líquido no segundo trimestre de 2023 (2T23) em relação a igual período do ano passado, saindo de R$ 33 milhões para R$ 32,625 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi de R$ 41,23 milhões, queda anual de 21,5%. Isso levou a uma queda da margem Ebitda ajustada de 0,7 p.p. (ponto percentual), para 13,4%.

Saiba mais:

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Confira o calendário de resultados do 2º trimestre de 2023 da Bolsa brasileira

O que esperar da temporada de resultados do 2º trimestre? Confira ações e setores para ficar de olho

A receita líquida somou R$ 308,6 milhões no segundo trimestre deste ano, um recuo de 17,0% na comparação com igual etapa de 2022.

Continua depois da publicidade

A margem bruta, por sua vez, foi de 29,7% no 2T23, alta de 1,5 p.p. frente a margem do 2T22, , devido à evolução positiva da performance das Unidades Máquinas ROMI e Máquinas B+W.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 1,1 milhão no segundo trimestre de 2023, revertendo ganhos financeiros de R$ 2,2 milhões da mesma etapa de 2022.

Em 30 de junho de 2023, a dívida líquida da companhia era de R$ 130,5 milhões.