Westwing (WEST3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 8,73 mi no segundo trimestre de 2022

A receita líquida da loja de decoração online obteve redução de 22,7% na base anual no 2T22, atingindo R$ 61,5 milhões

Equipe InfoMoney

Loja da Westwing (Divulgação)

Publicidade

A Westwing (WEST3) reverteu um lucro líquido de R$ 596,6 mil no segundo trimestre de 2021 para um prejuízo de R$ 8,73 milhões no segundo trimestre deste ano (2T22), informou a companhia nesta segunda-feira (15).

A receita líquida da loja de decoração online obteve redução de 22,7% na base anual no 2T22, atingindo R$ 61,5 milhões, impactada principalmente pela performance de GMV [volume de mercadorias brutas] do período, segundo a companhia.

“Se compararmos ao mesmo período de 2020, mesmo com o alto crescimento naquele período, a receita líquida obteve crescimento de 16,4%. Em relação ao 2T19, período pré-pandemia, a receita líquida obteve crescimento de 91,1%”, apontou.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado no 2T22 foi negativo em R$ 14,1 milhões, redução de R$ 10,8 milhões em relação ao 2T21, principalmente impactado pela menor receita do período, apontou a empresa.

A Westwing destacou que o GMV do WestwingNow cresceu 19,8% ao ano no 2T22, já representando 34,4% do GMV total da Companhia no período. Se acrescido o valor da venda do Now via prateleira infinita das lojas, tal crescimento foi de 45,6% na base anual. Já as vendas nas mesmas lojas da Westwing Store no 2T22 cresceram 45,4% versus o 2T21.

A companhia também destacou o lançamento de 2 novas Westwing Stores durante o 2T22, chegando a 8 lojas no final do período.

Continua depois da publicidade

“Para os próximos meses, entendemos que ainda enfrentaremos períodos desafiadores, com potencial retomada de crescimento acelerado em 2023. Dessa forma, a companhia continuará focando em preservação de caixa para que, assim
que o mercado de casa e decoração volte a uma dinâmica favorável, com consumidores mais propensos ao consumo da categoria, a mesma possa retomar um maior nível de investimento na operação, preservando sempre seus diferenciais competitivos: (i) produtos de alta qualidade e apelo estético, (ii) sortimento exclusivo, (iii) preços competitivos e (iv) excelência em nível de serviço, que são pilares essenciais para contínuo ganho de market share”, apontou.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.