Resultado da companhia

Oi (OIBR3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 1,669 bilhão no 4º trimestre de 2021

A receita líquida somou R$ 4,571 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, uma redução de 4,3% na comparação com igual etapa de 2020

Por  Felipe Moreira

A Oi (OIBR3) registrou prejuízo líquido de R$ 1,669 bilhão no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo lucro líquido de R$ 1,798 bilhão no quarto trimestre de 2020.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de rotina cresceu 8,1% no 4T21, totalizando R$ 1,612 bilhão.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) de rotina atingiu 35,3% no período, alta de 4 pontos percentuais (p.p.) frente a margem registrada em 4T20.

A receita líquida somou R$ 4,571 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, uma redução de 4,3% na comparação com igual etapa de 2020.

Os custos e despesas operacionais (Opex) consolidados de rotina, incluindo as operações internacionais, totalizaram R$ 2,959 bilhões no 4T21, apresentando uma queda tanto na comparação anual (-9,9%) quanto na trimestral (-3,3%).

A Oi investiu R$ 1,961 bilhão no quarto trimestre de 2021, uma elevação de 12,6% sobre os investimentos da mesma etapa de 2020.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 32,573 bilhões no final de dezembro de 2021, crescimento de 49,4% em relação ao mesmo período de 2020.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe