Balanços

Kepler Weber (KEPL3) reporta lucro líquido 444% maior no 1º trimestre de 2022, na base anual

Receita líquida subiu 85,3%, para R$ 437,6 milhões no primeiro trimestre de 2022, contra R$ 236,2 milhões de um ano antes

Por  Fernando Lopes -

A Kleper Weber (KEPL3) informou lucro líquido de R$ 93,6 milhões no 1º trimestre de 2022, cifra 444,2% acima da registada um ano antes, que foi de R$ 17,2 milhões.

Já o lucro líquido ajustado cresceu exatamente cinco vezes, ou 400%, na base anual, de R$ 18,9 milhões há um ano para R$ 94,5 milhões no primeiro trimestre de 2022.

O Ebitda também apresentou crescimento significativo, para R$ 146,8 milhões, de R$ 32,9 milhões do 1T21, uma alta de 346,2%. Já a margem Ebitda ganhou 19,6 pontos percentuais, para 33,5%.

O Ebitda ajustado, que não conta provisões de processos judiciais e custos extemporâneos, cresceu 318,1%, para R$ 148 milhões, com margem ajustada 18,8 pp acima na comparação anual.

Esse crescimento, segundo a Kepler Weber, “representa o avanço no aumento do nível da atividade produtiva e da expansão das margens nos segmentos de negócio, resultado da eficiente gestão operacional em conjunto com a administração de preços junto aos clientes”.

A receita líquida operacional subiu 85,3%, para R$ 437,6 milhões neste primeiro trimestre de 2022, contra os R$ 236,2 milhões do 1T21. Foi um novo recorde na história da Kepler Weber.

Leia também:

Mais sobre o balanço da Kleper Weber (KEPL3)

“Encerramos o 1T22 com forte desempenho, destacando nossa presença cada vez mais consolidada no agronegócio brasileiro”, salienta a própria empresa. “Avançamos em mais um trimestre com consistência no faturamento e aumento de rentabilidade”.

Nesse sentido, a empresa destaca a receita operacional líquida refletindo “a excelente posição de mercado da companhia, que fez movimentos assertivos para capturar a conjuntura favorável do agronegócio, realizando negócios rentáveis tanto em segmentos tradicionais, como produtores rurais e cooperativas, quanto no novo segmento de indústrias de etanol de milho”.

Já o resultado financeiro líquido totalizou R$ 5,3 milhões negativos no 1T22 em comparação aos R$ 200 mil negativos de um ano antes, “tendo como principal destaque a variação cambial e monetária passiva no período, que totalizou R$ 5,1 milhões, a qual está neutralizada pela performance de margens na unidade de negócios internacionais”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe