Construção

Gafisa (GFSA3) reduz lucro a R$ 115 mil no 1º trimestre; Ebitda triplica

Construtora ressalta que o resultado reflete a melhora do desempenho operacional, por conta de seu processo de reestruturação

Por  Equipe InfoMoney

A Gafisa (GFSA3) divulgou no primeiro trimestre de 2022 lucro líquido de R$ 115 mil, uma queda significativa em comparação aos R$ 12,967 milhões conseguidos no 1T21, apesar da empresa ter destacado o fato de estar há 6 trimestres seguidos sem apresentar prejuízos.

O Ebitda ajustado, por outro lado, mais do triplicou, para R$ 59,948 milhões, contra os R$ 19,199 milhões, uma alta de 212%. A margem Ebitda ajustado avançou 19,4 pontos percentuais, para 30,7%.

A Gafisa ressalta que o resultado reflete a melhora do desempenho operacional, por conta do processo de reestruturação da companhia.

A receita líquida saltou 15%, para R$ 195,298 milhões, em comparação aos R$ 170,132 milhões do 1T21.

As vendas brutas chegaram a R$ 247,203 milhões no trimestre, um crescimento de 52%, na base anual. As vendas líquidas ficaram em R$ 233,463 milhões, alta de 81% na comparação com 1T21. Por outro lado, a velocidade de vendas (VSO, Venda Sobre Oferta) caiu 0,2 ponto percentual, para 11,5%.

Nos últimos 12 meses, a Gafisa lançou nove empreendimentos, totalizando R$ 1,74 bilhão de Valor Geral de Vendas (VGV).

Já os distratos recuaram 59%, para R$ 13,740 milhões.

O estoque da companhia chegou 1,799 bilhão, “valor impactado principalmente pela forte performance de vendas no 1T22”, uma queda em relação aos R$ 2,020 bilhões do 4T21. O banco de terrenos fechou o trimestre com o VGV potencial de R$ 11,303 bilhões, ou 11.856 unidades, a maior parte em São Paulo e Rio de Janeiro.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe