Mineração

CSN Mineração (CMIN3) lucra 68% menos no 1º trimestre, para R$ 739 mi

Apesar das preocupações com demanda chinesa por minério, primeiro trimestre foi marcado por forte recuperação dos preços

Por  Equipe InfoMoney

A CSN Mineração (CMIN3) reportou um lucro líquido de R$ 739 milhões no 1º trimestre deste ano, o que representou uma queda de 68,7% na comparação com os R$ 2,363 bilhões conseguidos no 1T21.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado caiu 34%, para R$ 2,415 bilhões no 1T22, na comparação com os R$ 3,665 bilhões do mesmo período do ano passado.

O ajuste se dá a partir da eliminação da parcela da receita atribuída ao frete e ao seguro marítimo. Enquanto isso, a margem Ebitda ajustada caiu 4,1 pontos percentuais, para 62,9%.

A receita líquida caiu 30%, para R$ 3,838 bilhões. A venda de minério de ferro caiu 16%, para 6,932 milhões de toneladas, com queda de 14% no mercado interno e recuo de 16% no mercado externo.

A produção de minério de ferro caiu 6,5%, como resultado das fortes chuvas que ocorreram especialmente nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro no início do ano, e geraram uma interrupção de aproximadamente uma semana na movimentação da mina, de acordo com a CSN.

“Essa situação acabou por compensar o pequeno aumento no volume de compras de terceiros realizado no período”, explicou a empresa no relatório de administração que acompanha o balanço do primeiro trimestre da empresa.

A comparação com o trimestre anterior, o último de 2021, houve uma alta de 61,2%,como resultado da forte realização de preços que acabou por compensar o menor volume de vendas.

CSN Mineração vê recuperação de preços

“Apesar das preocupações observadas no início do ano, em torno da demanda chinesa por minério, principalmente em razão do setor imobiliário mais fraco, o primeiro trimestre foi marcado por uma forte recuperação dos preços praticados como resposta aos estímulos ao crescimento econômico realizados pelas autoridades chinesas que têm resultado em uma produção de aço acima dos patamares observados em 2019 e 2020”, explica a CSN.

“Adicionalmente, as interrupções no fornecimento devido às fortes chuvas no Brasil e as restrições relacionadas à Covid na Austrália também contribuíram para sustentar os preços mais altos do minério de ferro no período”, completa.

A CSN Mineração investiu R$ 289milhões no 1T22, especialmente em projetos ligados à melhoria de qualidade, à expansão do porto e à expansão da capacidade de beneficiamento, explica a CSN.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe