Resultados em destaque

CBA (CBAV3) reverte prejuízo e tem lucro de R$ 426 milhões no 1º trimestre

A empresa atribui o resultado ao cenário favorável em relação aos preços de alumínio praticados.

Por  Felipe Moreira

A CBA (CBAV3) registrou lucro líquido de R$ 426 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), revertendo prejuízo de R$ 133 milhões do mesmo trimestre de 2021.

A empresa atribui o resultado ao cenário favorável em relação aos preços de alumínio praticados.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 53% no 1T22, totalizando R$ 552 milhões.

A receita líquida somou R$ 2,292 bilhões entre janeiro e março deste ano, alta de 28% na comparação com igual etapa de 2021, influenciado principalmente pelo aumento de 32% na receita do negócio de alumínio.

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 24% no período, alta de 4 p.p. frente a margem registrada em 4T20.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 167 milhões no primeiro trimestre de 2022, revertendo ganhos financeiros de R$ 245 milhões na mesma etapa de 2021. Com a valorização do real frente ao dólar em 2022, o passivo dos instrumentos financeiros reduziu, gerando uma posição passiva inferior a Dez/21.

As despesas operacionais somaram R$ 96 milhões no 1T22, um crescimento de 25% em relação ao mesmo período de 2021.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 1,153 bilhão no final de março de 2022, uma redução de 62,1% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 0,67 vez em março/22, queda de 2,86 vezes em relação ao mesmo período de 2021.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe