Reservas provadas da PetroRecôncavo (RECV3) atingem 136,6 mi de barris, Romi (ROMI3) aprova JCP e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (14)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo tem como destaque a PetroRecôncavo (RECV3) que anunciou suas reservas provadas de 136,6 milhões barris de óleo equivalente no final de dezembro de 2022.

A Romi (ROMI3) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 18,5 milhões, com base na posição acionária de 20 de março.

A CVC (CVCB3) reduziu prejuízo em 33,6% no quarto trimestre de 2022, para R$ 96,8 milhões.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Localiza (RENT3), por sua vez, teve lucro líquido ajustado de R$ 637,7 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), 12,5% abaixo na comparação com igual intervalo do ano passado.

O Méliuz (CASH3) reduziu prejuízo consolidado em 82% no quarto trimestre de 2022, para R$ 5,4 milhões.

Já temporada de balanços conta com a divulgação de resultados de Equatorial, Lojas Marisa, Taesa, Yduqs, entre outros nomes.

Continua depois da publicidade

Confira mais destaques:

PetroRecôncavo (RECV3)

A PetroRecôncavo divulgou ontem uma nova certificação de reservas e recursos da Companhia e suas subsidiárias Recôncavo E&P, Potiguar E&P e SPE Miranga, elaborada pela consultoria independente Netherland, Sewell & Associates, Inc. – NSAI (NSAI), com data de referência de 31 de dezembro de 2022.

As reservas provadas da companhia (1P) atingiram 136,6 milhões barris de óleo equivalente, alta de 10,6% sobre certificação anterior, com valor de US$ 2,224 bilhões.

Já as reservas provadas e provavéis (2P) chegaram a 170,8 milhões de barris de óleo equivalente, contra 155,9 milhões de barris da certificação do final de 2021.

Indústrias Romi (ROMI3)

O Conselho da Romi (ROMI3) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 18.457.031,25, com base na posição acionária de 20 de março.

O montante equivale a R$ 0,23 por ação, a serem pagos em 26 de abril.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras (ELET3; ELET6) informou que a Chesf terá crédito de R$ 96,7 milhões do Banco do Nordeste para melhoria em instalações de transmissão.

LPS Brasil (LPSB3)

A LPS Brasil anunciou que a Rede Lopes, empresa controlada da Companhia, assinou, na terça, contrato de parceria estratégica com GRPQA LTDA., do grupo QuintoAndar.

Em razão da Parceria, a Rede Lopes e o QuintoAndar realizarão o compartilhamento de dados cadastrais de imóveis prontos disponíveis para venda e compra e para locação nas respectivas plataformas, formando um banco de imóveis compartilhados onde os membros da Rede Lopes e QuintoAndar poderão listar os referidos imóveis, de maneira que imóveis originados da Rede Lopes serão visualizados nos sites do QuintoAndar, e os imóveis originados nas bases do QuintoAndar, serão visualizados no site da Companhia.

YDUQS (YDUQ3)

A YDUQS comunicou que Luiz Roberto Liza Curi renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da companhia.

Alupar (ALUP11)

A Alupar recebeu autorização do Operador Nacional do Sistema (NOS) para operar a linha entre Minas Gerais e Espírito Santo.

De acordo com o comunicado encaminhado ao mercado, a operação se dará pela controla da Empresa Sudeste de Transmissão de Energia S.A. (ESTE), da qual possui indiretamente 50,02% do capital social total.

Também disse que o movimento diz respeito ao Termo de Liberação Definitivo (TLD), autorizando o início da operação comercial definitiva das instalações de transmissão, a partir de 03 de março de 2023.

Petrobras (PETR4)

Um órgão do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) negou, por maioria, recursos especiais da Petrobras (PETR4) em caso que envolve CIDE e PIS/Cofins Importação relativos a pagamentos de afretamento de embarcações, tornando definitivos débitos de aproximadamente R$ 18 bilhões.

A companhia afirmou em comunicado que, “após o desfecho do processo administrativo, adotará as medidas judiciais cabíveis para questionar a cobrança, bem como garantir o débito”.

A decisão ocorreu na Terceira Turma da Câmara Superior de Recursos Fiscais.

WEG (WEGE3)

O Conselho de Administração da WEG (WEGE3) aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) no valor total de R$ 223,4 milhões, correspondente a R$ 0,053235294 por ação, aos titulares de ações escriturais em 17 de março de 2023.

De 20 de março de 2023 em diante, as ações serão negociadas “ex-juros sobre capital próprio”.

O pagamento de JCP ocorrerá em 16 de agosto de 2023 e será feito pelo valor líquido de R$ 0,045250000 por ação, já deduzido o imposto de renda na fonte de 15%. O valor pago como JCP será imputado aos dividendos obrigatórios conforme determina o artigo 37 do estatuto social da WEG.

CVC (CVCB3)

A CVC (CVCB3) obteve prejuízo líquido de R$ 96,8 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 33,6% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021.

Em 2022, o prejuízo registrado foi de R$ 433,4 milhões, 10,9% inferior ao reportado em 2021, R$ 486,6 milhões.

Localiza (RENT3)

A Localiza (RENT3) teve lucro líquido ajustado de R$ 637,7 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), 12,5% abaixo na comparação com igual intervalo do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 2,164 bilhões no período, alta de 30,8% ante igual intervalo de 2021. Com isso, a margem Ebitda ajustada foi de 67,6% de outubro a dezembro, avanço de 4,2 pontos percentuais (p.p.) ante 63,4% um ano antes.

TC (TRAD3)

O TC (TRAD3) reportou prejuízo líquido ajustado de R$ 24,4 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), uma elevação de 221,3% sobre o prejuízo do mesmo período de 2021

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi negativo em R$ 9,2 milhões no 4T22, uma melhora de 23,9% em relação ao 4T21.

Terra Santa Agro (LAND3)

A Terra Santa (LAND3) reportou lucro líquido de R$ 119,0 milhões no quarto trimestre de 2022, contra R$ 20,1 milhões de um ano antes.

A companhia aprovou a distribuição de dividendos no valor total de R$ 130,3 milhões, correspondente a R$ 1,354461935 por ação.

Farão jus aos dividendos os acionistas da Companhia na data base de 17 de março de 2023, sendo que as ações da companhia serão negociadas ex dividendos a partir de 20 de março de 2023.

Enjoei (ENJU3)

A Enjoei (ENJU3) obteve prejuízo líquido de R$ 7,1 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), um recuo 79% em relação ao prejuízo do mesmo intervalo de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado negativo de R$ 5 milhões no 4T22, uma melhora de 82% em relação ao 4T21.

Méliuz (CASH3)

O Méliuz (CASH3) registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 5,4 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), uma redução de 82% em relação ao prejuízo de R$ 29,7 milhões do mesmo intervalo de 2021.

O lucro líquido, excluindo Bankly (em processo de venda para o BV), foi de R$ 2,8 milhões no 4T22, contra o prejuízo de R$ 29,7 milhões de um ano antes.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) consolidado foi negativo em R$ 18,4 milhões no 4T22, melhora de 64% frente ao 4T21.

Ainda no radar da companhia, Camilla Giesecke renunciou ao cargo de membro independente do Conselho de Administração da Méliuz.

Hermes Pardini (PARD3)

A rede laboratórios Hermes Pardini (PARD3) obteve lucro líquido de R$ 41,6 milhões no 4T22, apresentando crescimento de 3,2% quando comparado com o 4T21.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 107,4 milhões no 4T22, um crescimento de 8% em relação ao 4T21.

Cury (CURY3)

A Cury (CURY3) divulgou lucro líquido da atividade de R$ 97,3 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), cifra 12,8% abaixo do lucro reportado no mesmo intervalo de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 131 milhões no 4T22, uma redução de 4,1% em relação ao 4T21.