Em mercados / renda-fixa

Espanha realiza maior captação desde janeiro a juros menores

Governo espanhol captou 4,8 bilhões de euros a menor custo; na Alemanha, papéis de dívida têm maior rali do mês, após quarta alta seguida

Europa_bandeira
(Getty Images)

SÃO PAULO - A manhã nas transações de títulos públicos na Europa tem sido marcadada pelo bem sucedido leilão promovido pela Espanha - o maior desde janeiro -, que conseguiu captar recursos a custos menores. A França também realizou venda de dívidas, enquanto na Alemanha, os títulos de dívida sobem pelo quarto dia seguido - o rali mais forte no mês.

Mais cedo, foi noticiado que os números das manufaturas e dos serviços da Europa estão no seu nível mais baixo em mais de três anos, depois que recuou de 46,3 em agosto para 45,9 em setembro, segundo os números prévios, elaborados pelo Markit Economics. Chris Williamson, economista-chefe da instituição, afirma que os números sugerem uma volta da Europa à recessão técnica.

A maior economia da região, porém, parece não ser tão prejudicada pelos problemas da crise. O indicador PMI da Alemanha marcou 49,7 ante 47,0 em agosto. Essa foi a leitura mais alta para o índice desde abril. No país, os títulos com vencimento para dez anos subiram pelo quarto dia seguido.

A Espanha, por sua vez, captou € 4,8 bilhões- a maior desde janeiro - a juros mais baixos. Na principal linha que foi posta à venda, o país captou € 3,9 bilhões em títulos de três anos, com o rendimento mais baixo desde janeiro. O país continua sem tomar uma decisão sobre um pedido de resgate, que ativaria a compra de títulos por parte do BCE. As vendas de títulos com vencimento em dez anos chegaram a € 859 milhões, e o juro médio caiu de 6,647% para 5,666%.

Já a França vendeu € 7,97 bilhões de notas, com resgates para dois, três e cinco anos. A captação veio praticamente em linha com o que o governo pretendia: € 7,8 bilhões, sendo que o rendimento pago nas duas primeiras linhas mostrou forte queda, ao passo que na última houve um ligeiro avanço. 

País Rendimento Variação Spread vs. Bund*
Grécia 20,53% +1,47% +18,95%
Portugal 8,60% -0,04% +7,02%
Itália 5,00% +1,42% +3,42%
Espanha 5,79%
+1,37% +4,21%
França 2,28% +0,04% +0,7%
Alemanha 1,58% -3,14% -

* Diferença calculada em pontos percentuais

 

Contato