Saúde

Rede D’Or São Luiz (RDOR3) lucra 38,5% a mais no 4º trimestre, a R$ 419,5 milhões

Resultado foi impulsionado por aumento de fatia de controladas tributadas pelo regime de lucro presumido e benefício fiscal de incentivos

Por  Felipe Moreira

A Rede D’Or São Luiz (RDOR3), maior rede privada de assistência médica integrada do país, registrou lucro líquido de R$ 419,5 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa um crescimento de 38,5% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

O lucro foi impulsionado pelo aumento da participação de controladas tributadas pelo regime de lucro presumido nos resultados da companhia e pelo benefício fiscal dos incentivos fiscais (Lei Rouanet, Audiovisual, Incentivo ao Esporte, entre outras) que normalmente é concentrado no último trimestre do ano.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado da Rede D’Or cresceu 12,5% no último trimestre do ano passado, totalizando R$ 1,285 bilhão.

Já a margem Ebitda ajustado atingiu 25% no período, recuo de 2,4 p.p. frente a margem registrada em 4T20.

A receita líquida da Rede D’Or somou R$ 5,135 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, um aumento de 23,2% na comparação com igual etapa de 2020.

Mais sobre balanço da rede Rede D’Or (RDOR3)

As despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 219,4 milhões no quarto trimestre de 2021, elevação de 88,2% em relação ao mesmo trimestre de 2021

O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 463 milhões nos últimos três meses do ano passado, crescimento de 34,4% sobre as perdas financeiras do mesmo período de 2020.

O retorno sobre o capital investido (ROIC, na sigla em inglês) foi de 12,2% no 4T21, aumento de 4,2 pontos percentuais na comparação com 4T20.

O lucro bruto da Rede D’Or totalizou R$ 1,067 bilhão no 4T21, avanço de 4,3% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem bruta atingiu 20,8% no último trimestre de 2021, recuo de 3,8 p.p. na comparação anual.

A dívida líquida da Rede D’Or ficou em R$ 12,665 bilhões no final de dezembro de 2021, crescimento de 130% em relação ao mesmo período de 2020.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,6 vezes em dezembro/21, uma elevação de 0,4 vez em relação ao mesmo período de 2020.

Os investimentos (ex-M&A) atingiram R$ 518,8 milhões no trimestre, totalizando R$ 2,005 bilhões em 2021.

O montante dedicado a Fusões e Aquisições (M&A) encerrou o ano em R$ 3,647 bilhões, 46,5% superior ao registrado em 2020.

A Rede D’Or terminou 2021 com 10.618 leitos totais – um incremento de 520 leitos frente ao trimestre anterior e 20,4% acima do valor registrado ao final de 2020.

Ao fim do 4T21, 8.946 leitos estavam em operação; 1.553 leitos operacionais a mais que no final do ano anterior.

A taxa de ocupação dos leitos hospitalares da Rede D’Or São Luiz atingiu 76,5% no 4T21, 109 p.b. abaixo da ocupação registrada no 4T20 mas 275 p.b. superior ao 4T19.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe