Rede D´Or nega possível fusão com Dasa, Serena recebe US$ 184,7 mi para projeto Goodnight Wind e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (5)

Felipe Moreira

Omega Energia (Divulgação)

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (5) traz Serena Energia (SRNA3), que os recursos atrelados ao investimento lastreado em créditos fiscais (tax equity) pela AEG Goodnight Wind 1 LLC, totalizando US$ 184,7 milhões.

Já a Rede D´Or (RDOR3) negou estar negociando uma possível fusão com a Dasa (DASA3). No Banco do Brasil (BBAS3), os acionistas aprovaram desdobrar ações na proporção de 1 para 2.

Na temporada de balanços, o BTG Pactual (BPAC11) registrou lucro líquido sobe 66% no 4º tri na base anual, para R$ 2,7 bilhões. A BB Seguridade (BBSE3), por sua vez, lucrou R$ 2,05 bilhões no 4º trimestre, alta anual de 13,7%, e anunciou R$ 2,45 bilhões em dividendos.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Confira mais destaques:

Serena (SRNA3)

A Serena Energia (SRNA3) informou que a subsidiária da companhia, Goodnight I TE Partners, LLC, sociedade de propósito específico detentora indireta do projeto Goodnight Wind I, recebeu os recursos atrelados ao investimento lastreado em créditos fiscais (tax equity) pela AEG Goodnight Wind 1 LLC, totalizando US$ 184,7 milhões.

Os recursos foram usados para o pagamento de custos do projeto, incluindo o empréstimo ponte que o sindicato de bancos composto por MUFG Bank, Ltd., Sumitomo Mitsui Banking Corporation e Coöperative Rabobank U.A., New York Branch, concedeu ao longo do ano de 2023 para suportar a construção do projeto, segundo informou a companhia. Concomitantemente, o Sindicato realizou a conversão do financiamento de US$ 37.8 milhões, que passou a ter prazo de 5 anos (“Term Loan”), contribuindo também para a quitação do Bridge Loan

Continua depois da publicidade

Wiz (WIZC3)

A Wiz (WIZC3) assinou contratos de Mútuo entre a companhia e suas acionistas do Bloco de Controle, Integra Participações e CNP Seguros Holding, no valor total de R$ 115 milhões.

A empresa informou que a administração entende que essa operação observou condições estritamente comutativas e os padrões de mercado para transações de natureza similar, tendo sido realizada no interesse da Wiz, estando alinhada com a estratégia de capitalização da companhia.

ClearSale (CLSA3)

Luís Fernando Goulart Rodrigues apresentou, em 31/01/2024, por meio de Carta de Renúncia, a sua renúncia ao cargo de membro do Conselho de Administração da ClearSale, com efeito imediato. No mesmo ato foi indicado o Roan Silva Santos para ocupar o cargo vago em virtude da renúncia ora referida, com mandato até a Assembleia Geral de Acionistas Ordinária (“AGO” de 2025).

Rede D´Or (RDOR3)

A Rede D´Or (RDOR3) negou estar negociando uma possível fusão com a Dasa (DASA3). A compahia divulgou um comunicado ao mercado, em esclaricmento a um questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

BTG Pactual (BPAC11)

O BTG Pactual (BPAC11) registrou lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no quarto trimestre de 2023, representando um crescimento de 65,9% frente ao mesmo período de 2022. Frente ao terceiro trimestre, o lucro líquido subiu 3,8%. O lucro líquido ajustado foi de R$ 2,8 bilhões, alta de 61% ante um ano e de 3,7% em relação ao terceiro trimestre.

BB Seguridade (BBSE3)

A BB Seguridade (BBSE3) registrou lucro líquido de R$ 2,05 bilhões no quarto trimestre de 2024 (4T23), um aumento de 13,7% sobre o desempenho do mesmo período de 2022.

O resultado das participações somou R$ 2,05 bilhões no quarto trimestre do ano passado, uma elevação de 13,6% na comparação com igual etapa de 2022.

Banco do Brasil (BBAS3)

Os acionistas do Banco do Brasil (BBAS3) aprovaram o desdobramento das ações da instituição financeira na proporção de 1 para 2 em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada nesta sexta-feira (2).

Arezzo&Co (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3)

A esperada fusão entre as varejistas Arezzo&Co (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) foi acertada neste domingo e foi anunciada nesta segunda. A operação vai se dar por meio de troca de ações e os acionistas da Arezzo&Co ficarão com 54% da empresa combinada, enquanto os acionistas do grupo Soma passarão a deter 46%.

Marisa Lojas (AMAR3)

A Marisa Lojas comunicou neste domingo em fato relevante que Andrea Maria Meirelles de Menezes, que atualmente é membro independente do conselho de administração da companhia, assumirá o cargo de CEO, no lugar de João Nogueira Batista. Ao mesmo tempo, Roberta Ribeiro Leal assumirá o cargo de diretora de Relações com Investidores, de forma cumulativa às funções que já exerce de diretora Financeira (CFO).